CE é o segundo que mais gera emprego em 12 meses

15 de abril de 2010

O Ceará registrou o segundo maior crescimento nacional na geração de emprego nos últimos 12 meses. Isso é o que aponta o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta quinta-feira (15), pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O aumento no período foi de 9,47%, ou 80.294 postos de trabalho, sendo o segundo maior percentual do Brasil, ficando atrás apenas de Rondônia, que teve índice de 16,18%.

 

Em março, a aumento em relação ao mês anterior foi de 0,70%, com a criação de 6.450 vagas. Esse desempenho foi resultado da expansão do emprego, principalmente, nos setores de serviços (2.401 postos), da indústria de transformação (1.996 postos) e da construção civil (1.994 postos), cujos saldos superaram o desempenho negativo da agropecuária, que eliminou 843 empregos.

 

“O Ceará mais uma vez desponta como um dos estados que mais vem gerando empregos. Essa é uma situação que reflete o empenho do Estado em criar oportunidades para o desenvolvimento, seja com obras de infraestrutura e políticas de atração de empreas, seja com investimentos em projetos sociais de geração de emprego e renda”, considera o governador Cid Gomes

 

“Esses dados são bastante positivos, em anos anteriores, havia o fechamento de postos de trabalho, dada a própria sazonalidade do mercado neste período. Em 2010, já são quase 10 mil novos empregos no Estado, o que sinaliza boas perspectivas para a nossa população”, destaca o presidente do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), De Assis Diniz.

 

A Região Metropolitana de Fortaleza registrou a geração de 5.872 empregos formais, o melhor desempenho de toda a série histórica do Caged para o período.

15.04.2010

Assessoria de Comunicação do IDT

Ana Clara Braga (anaclara@idt.org.br/ 3101.5500)