Porto do Pecém: começam estudos para ampliação

26 de abril de 2010

A ampliação do Terminal Portuário do Pecém, cujo projeto executivo já está em fase de conclusão, deverá ser licitada ainda este ano. A nova ampliação, orçada em R$ 1,2 bilhão, deverá atender aos futuros empreendimentos como refinaria, siderúrgica e às necessidades da Ferrovia Transnordestina, com trecho até o Pecém. O consórcio Ram Engenharia e Planave Estudos e Projetos de Engenharia foi o vencedor da concorrência para a elaboração de estudos e projetos relacionados à ampliação do Terminal Portuário do Pecém.

Os projetos compreendem uma nova ponte de acesso ao quebra-mar existente com 1.800 metros de extensão, pavimentação de 1.000 metros sobre o quebra-mar; a construção de 930 metros de cais de atracação com três berços para a exportação de placas produzidas pela Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), projetos conceituais de dois píeres de granéis líquidos para as operações da Refinaria Premium II, um píer de granéis sólidos para a operação da Transnordestina Logística e edificações de apoio.

O secretário da infraestrutura do Estado, Adail Fontenele explicou que a ampliação é uma obra fundamental, pois o Estado só tem a ganhar com essa melhoria, uma vez que tornará o porto mais competitivo em relação aos demais portos brasileiros, deixando-o mais moderno, melhorando a operação com cargas, principalmente a fruticultura e potencializando uma de suas grandes vantagens: a proximidade dos grandes centros consumidores dos produtos brasileiros como Europa e Estados Unidos.

TMUT

A obra de construção do TMUT inicia nesta semana as operações para a construção do seu cais e pátio de cargas, com o lançamento das estacas prancha e estacas tubo para o início do aterro hidráulico que formará um pátio de cargas de 87 mil metros quadrados. Os trabalhos de prolongamento do quebra-mar, que passará dos atuais 1.7600 metros de extensão para 2.700 metros, já conta com 630 metros concluídos.

26.04.2010

Assessoria de Imprensa da Seinfra

Luiz Guedes (3101.3763)