Governador participa das comemorações do Dia da Indústria

14 de Maio de 2010

O governador Cid Gomes, participou na noite desta quinta-feira (13), das comemorações do Dia da Indústria, confirmada como a data mais importante no calendário do setor industrial cearense. Além da tradicional homenagem a personalidades que contribuem para o desenvolvimento industrial do Ceará, o evento de 2010 marca o início das comemorações dos 60 anos da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC).

 

Para o Cid Gomes os 60 anos da instituição representam um marco na história do Estado não apenas pelos que integram a Federação, “mas sim por todos os cearenses”. Cid Gomes afirmou, durante seu discurso que a história da FIEC se confunde com a de um Ceará moderno e de um Nordeste mais cheio de esperanças. “Este é um cenário para festejarmos vitórias e nos lançarmos a novas conquistas”, defendeu.

 

Na ocasião, como ocorre todos os anos na data a FIEC outorgou a Medalha do Mérito Industrial a três personalidades que contribuíram com o desenvolvimento da indústria e da economia cearense: o presidente da Fundação Edson Queiroz, Airton Queiroz, o vice-presidente da CNI, Jorge Parente, e o empresário Vicente Paiva (in memoriam). A Confederação Nacional da Indústria (CNI) homenageou o industrial gaúcho Alexandre Grendene com a Ordem do Mérito Industrial, a maior condecoração da indústria brasileira.

 

Ao falar dos homenageados, o chefe do Executivo confirmou os quatro nomes como “grandes líderes cearenses”. Cid disse que pelo prestígio de cada um, os nomes traduzem a importância do bom momento que o Ceará vive na atualidade com a expansão da economia, que mesmo na crise, no ano de 2009, registrou um crescimento acima de 3%. “Estou feliz e muito honrado por estar aqui, é uma oportunidade de reencontrar pessoas amigas e me confraternizar com aqueles que se fizeram merecedores do aplauso da sociedade”, finalizou.

 

A FIEC

Fundada em 12 de maio de 1950 e hoje composta por 39 sindicatos patronais, a FIEC atua na representação e defesa dos interesses das indústrias do estado. A federação contribui ainda para elevar a competitividade das empresas por meio da atuação das entidades a ela ligadas em áreas como educação profissional, inovação, valorização da qualidade de vida do trabalhador e responsabilidade social. São elas: Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), Serviço Social da Indústria (SESI), Instituto Euvaldo Lodi (IEL), Instituto de Desenvolvimento Industrial (INDI) e Instituto FIEC de Responsabilidade Social.

 

Homenageados

 

Alexandre Grendene Bartelle é dirigente de um dos maiores grupos empresariais do país, a Grendene, que possui 13 unidades fabris – nove delas em território cearense, sendo sete localizadas em Sobral. O empresário representa um marco no empreendedorismo do Ceará, tendo contribuído para o salto de qualidade da economia local, impulsionando a industrialização no interior e gerando mais de 40.000 empregos em todo o estado. Receberá da CNI a Ordem do Mérito Industrial.

 

Airton Vida de Queiroz, chanceler da Universidade de Fortaleza e presidente da Fundação Edson Queiroz, dedicou seu esforço e inteligência à expansão do Grupo Edson Queiroz. Tendo vivenciado a edificação e expansão dos domínios construídos por seu pai, Edson Queiroz, o industrial Airton Queiroz se mantém firme na multiplicação do legado, que se estende de Norte a Sul do Brasil, entre mais de dez empresas distribuídas em áreas diversas de atuação.  Receberá da FIEC a Medalha do Mérito Industrial.

 

Jorge Parente Frota Júnior é empresário, vice-presidente da CNI e atual presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae/CE. Presidiu a FIEC por dois mandatos, de 1999 a 2006. Contribuiu para colocar a entidade entre os principais ícones do sistema confederativo brasileiro, na área do segmento industrial, com ênfase nas relações institucionais, em âmbito nacional e internacional. Receberá da FIEC a Medalha do Mérito Industrial.

 

Vicente Mendes Paiva foi empresário do setor confeccionista cearense. Foi um dos idealizadores do Curso de Estilismo da Universidade Federal do Ceará, em 1989, e coordenador do Programa de Desenvolvimento da Indústria de Confecções do Ceará (Prodic), entre 2002 e 2009. Como líder classista, presidiu o Sindroupas por 30 anos, além de ter integrado a diretoria do Centro Industrial do Ceará (CIC) e da FIEC. Receberá a Medalha do Mérito Industrial.

 

14.05.2010

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado

Casa Civil (comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 3101.6247)