Teleconferência atualiza controle da hanseníase

28 de Maio de 2010

Ainda como parte da programação pelo Dia Estadual das Pessoas Atingidas pela Hanseníase, transcorrido em 24 de maio, a Secretaria da Saúde do Estado realiza na segunda-feira, 31 de maio, a teleconferência “Hanseníase: atualização e ações de controle na Atenção Básica”, para todo o Ceará. A exposição será do diretor do Centro de Referência Nacional em Dermatologia Sanitária Dona Libânia, Heitor Gonçalves, e acontecerá às 9 horas, a partir do auditório do Núcleo de Estudos de Saúde Coletiva (NESC), da Universidade Federal do Ceará (UFC). A teleconferência poderá ser acompanhada nos 98 pontos da rede Telessaúde no Estado.

Durante a programação do Dia Estadual, o Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (MORHAN) realiza atividades mobilizadoras de divulgação dos sinais e sintomas da doença nas comunidades, com participação dos núcleos de Fortaleza, Maracanaú, Redenção e Juazeiro do Norte. Foram distribuídos pelas 21 Coordenadorias Regionais de Saúde (CRES) 166.000 exemplares do folder “Saúde: é bom saber”, elaborados pelo Ministério da Saúde.

O diagnóstico precoce da hanseníase é o caminho mais rápido e seguro para a cura. Manchas brancas ou avermelhadas na pele, com perda de sensibilidade, são sinais da doença. Entre 2001 e 2009, uma média de 2.545 casos novos foram diagnosticados no Estado. Desses, 5,7% foram detectados em crianças menores de 15 anos. Um dado positivo que mostra a importância da busca ativa dos casos e a importância do diagnóstico rápido é que 84,4% dos pacientes diagnosticados recebem alta por cura.

28.05.2010

Assessoria de Imprensa da Sesa

Selma Oliveira (selma.oliveira@saude.ce.gov.br – 85 3101.5220)