H1N1: Sesa orienta que municípios continuem vacinando

2 de junho de 2010

A Secretaria da Saúde do Estado orientou os municípios que ainda não cumpriram as metas de imunização a manter a vacinação contra a Influenza A (H1N1) dos grupos prioritários que ainda não atingiram as metas estabelecidas pelo Ministério da Saúde. Conforme a orientação da Sesa, cada município ficará responsável pelas estratégias para o cumprimento das metas de imunização dos grupos prioritários. Segundo o Setor de Imunização do Núcleo de Prevenção e Controle de Doenças (Nuprev), a medida é necessária inclusive para garantir a vacinação do último grupo incluído na campanha, aquele formado pelas crianças maiores de dois e menores de quatro anos de idade.

 

Até as 15 horas desta quarta-feira, 2 de maio, data fixada pelo Ministério da Saúde para a conclusão da campanha, o Ceará havia vacinado 2.782.199 pessoas contra a gripe A, que representam 70,9% dos 3.924.079 habitantes pertencentes a todos os grupos prioritários. A meta estabelecida pelo Ministério da Saúde é atingir a cobertura de 80% desse contingente. As metas de imunização já foram cumpridas para os grupos formados pelos trabalhadores em saúde, com 98.770 doses aplicadas e cobertura de 115,55%, indígenas, 18.305 doses e 84,92% de cobertura, portadores de doenças crônicas com mais de 60 anos, 272.450 doses e cobertura de 168,94%, e crianças menores de 2 anos, com 208.449 doses aplicadas e 104,18% de cobertura.

 

O grupo formado pelos adultos na faixa etária de 20 a 29 anos é o mais próximo de cumprir a meta. Desse grupo foram vacinadas 1.203.311 pessoas, com cobertura de 73,50%. O grupo das gestantes está com cobertura de 62,25%, com 95.417 doses aplicadas em todo o Estado. Com 59,68% de cobertura aparece o grupo formado pelos portadores de doenças crônicas com menos de 60 anos de idade. Desse grupo foram vacinadas 455.562 pessoas. O grupo dos adultos com idade entre 30 e 39 anos atingiu cobertura de 53%, com 639.376 pessoas vacinadas. As pessoas que pertencem a esses grupos ainda podem comparecer aos postos de saúde para receber a vacina contra a gripe A. A vacinação vai continuar até que todas as metas sejam atingidas.

 

Em todo o Brasil, esta já é a maior campanha de imunização realizada no País. Já foram registradas 73,2 milhões de doses aplicadas, superando a campanha de vacinação contra rubéola, que imunizou 67 milhões de pessoas em 2008. Em 2010, foram registradas 540 internações e 64 mortes em decorrência da gripe H1N1, até 8 de maio. Desse total, 18% dos casos graves e 30% dos óbitos foram em gestantes. Por isso, o Ministério da Saúde reforça a importância de todas as grávidas, em qualquer período da gestação, procurarem um posto para tomar a dose da vacina.

 

No ano passado, foram registrados 2.051 óbitos em todo o país. Desse total, 1.539 (75%) ocorreram em pessoas com doenças crônicas e 189 entre gestantes. Adultos de 20 a 29 anos concentraram 20% dos óbitos (416, no total) e os de 30 a 39 concentraram 22% das mortes (454, no total).

 

Gripe sazonal

 

O Ceará vacinou contra a gripe sazonal 494.559 idosos, com 61,33% de cobertura. Ainda não cumpriu a meta de vacinar 80% dos idosos com mais de 60 anos contra a gripe comum ou sazonal. A campanha de vacinação, lançada no dia 7 de maio, deveria ser concluída no dia 21 do mês passado. Até a tarde desta quarta-feira, tinham sido vacinados. Para atingir a meta de imunização, a vacinação contra a gripe comum também vai continuar naqueles municípios que ainda não alcançaram os 80% de cobertura.

 

02.06.2010

Assessoria de Imprensa da Sesa

Selma Oliveira (soliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220)