Qualidade dos exames de colo do útero feitos pelo SUS supera 88%, revela IPC

18 de junho de 2010

O Instituto de Prevenção do Câncer (IPC), da Secretaria da Saúde do Estado, fará apresentação de um estudo sobre a avaliação da qualidade dos exames citopatológicos feitos por 43 laboratórios credenciados ao SUS no Ceará, em 2008, no XXI Congresso Brasileiro de Citopatologia, que ocorrerá em Fortaleza de 20 a 23 deste mês. O estudo foi realizado pelas médicas Tânia Veras, diretora do IPC, e Estefânia Mota, Ana Catarina Arcanjo, Sara Arcanjo Lino e René Werton veras. Segundo o estudo, foram realizados 558.746 exames citopatológicos do colo de útero nos laboratórios credenciados ao SUS. A conclusão do trabalho foi de que a qualidade é satisfatória em 88,1% dos exames realizados.

Tânia Veras afirma que “os resultados servem de parâmetro para tomadas de decisões na gestão do controle de câncer de colo do útero no Estado”. O impacto do câncer de colo do útero na vida das mulheres é maior nos países pobres e representa a primeira causa de óbito por câncer no sexo feminino, seguido por câncer de mama. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), no ano de 2010, a cada dia, no Brasil, 51 novos casos de câncer de colo do útero são diagnosticados e  
21 mulheres mortes são registradas. No Ceará, o INCA estima 860 novos casos este ano.

O XXI Congresso Brasileiro de Citopatologia está recebendo inscrições via internet, inclusive para cursos pré-congresso e workshops, no endereço www.xxicbc2010.org.br. O evento será realizado no Gran Marquise Hotel, em Fortaleza, de 20 a 23 de junho, e trará ao Brasil nove palestrantes de cinco países da Europa e das Américas. Entre os principais temas a serem abordados no congresso, que tem como presidente a chefe do laboratório de citopatologia do Instituto de Prevenção do Câncer, Estefânia Mota Araripe Pereira, estão a citopatologia ginecológica, com foco nas lesões precursoras do câncer do colo do útero, citopatologia mamaria e citopatologia da tireóide.

Antecedendo ao congresso, no dia 19, sábado, será realizado o II Simpósio de Ginecologia e Obstetrícia da Socego (Sociedade Cearense de Ginecologia e Obstetrícia), gratuito para todos os inscritos no congresso. Também no dia 19 serão aplicadas as provas para obtenção dos certificados de atuação na área de citopatologia (médicos) e suficiência em citotecnologia (citotecnologistas).

Na noite do dia 20, domingo, Fernando Carlos de Lander Schmitt, de Portugal, profere a conferência de abertura do Congresso, com o tema “Punção Aspirativa – da Agulha à Molécula”. Na terça-feira, 22, será  realizada a assembleia geral da Sociedade Brasileira de Citopatologia.  
O congresso termina na quarta-feira, 23, com a entrega da premiação  dos trabalhos científicos inscritos.

 

18.06.2010

Assessoria de Imprensa da Sesa

Selma Oliveira (selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 3101.5220)