HGF comemora o Dia Nacional de Conscientização sobre a Esclerose Múltipla

30 de agosto de 2010

Pacientes do HGF e Hospital das Clínicas querem esclarecer a população sobre a  doença e o tratamento, oferecido pelo SUS.  Além disso, vão mostrar seus talentos através de exposição

O dia 30 de agosto é o dia instituído pela lei federal 11.303 de 11 de maio de 2006, para a conscientização da Esclerose Múltipla em todo o Brasil. Nesta data, associações de todo o país promovem eventos sociais públicos com o objetivo de levar a um maior número de pessoas esclarecimentos sobre a E.M., quebrando o estigma de que esta doença impossibilita a convivência social. Com o tema “Múltiplas razões para conhecer. Múltiplos motivos para divulgar”, os portadores e E.M. querem esclarecer a população sobre esta doença que gera muitas sequelas a pacientes adultos jovens.

 

Em Fortaleza, a Associação dos Amigos e Portadores de Esclerose Múltipla do Estado do Ceará – AAPEMCE, vai realizar nesta segunda-feira (30), de 10 às 22h, no espaço Benficarte, no shopping Benfica, uma grande mobilização. A ideia é demonstrar as potencialidades criativas que os portadores de esclerose múltipla têm através de uma exposição de talentos e informar a população  sobre a doença.

 

A esclerose múltipla é uma doença neurológica crônica que aparece mais frequentemente em adultos jovens. A doença é hoje a segunda maior causa de sequela neurológica entre pessoas jovens ficando atrás apenas dos traumas. Os sintomas podem incluir: perda de visão, dormência, visão dupla, dor, rigidez, problemas no controle da bexiga e intestinos, fraqueza, fadiga e falta de equilíbrio.
A doença acomete 18 de cada 100 mil habitantes no Brasil e é mais comum em mulheres. A proporção é de duas mulheres para cada homem. Os sintomas aparecem dos 15 aos 50 anos e podem se agravar caso não seja feito o tratamento adequado.

 

O diagnóstico é feito através da análise clínica e monitoramento de exames como ressonância magnética. O tratamento custa caro e não é coberto por grande parte dos planos de saúde. Na rede particular, o custo mensal por paciente é de 7 mil reais mensais. Desde maio de 2008, pacientes com a doença contam com atendimento especializado e gratuito. O tratamento da Esclerose Múltipla vem sendo oferecido pelo SUS no Hospital Geral de Fortaleza e no Hospital Universitário Walter Cantídio.

 

Hoje, 75 pacientes que tiveram a doença diagnosticada são acompanhados de perto pela equipe do Centro de Tratamento de Esclerose Múltipla do HGF. A equipe chefiada pelo neurologista Artur D`Almeida conta ainda com oftalmologista, urologista, nutricionista, fonoaudiólogo, farmacêutica e enfermeira.

 

Saiba mais no site www.diadaesclerosemultipla.com.br

 

30.08.2010

 

Assessoria de Comunicação HGF

Gilda Barroso –  gildabarroso@gmail.com 3101-7086/ 9925-5762