Porto do Pecém mantém liderança na exportação de frutas e calçados

22 de outubro de 2010

A movimentação de mercadorias através do porto do Pecém mantém a liderança do porto cearense nos segmentos frutas e calçados, sendo o terceiro colocado em ferro fundido, ferro e aço e segundo no transporte de algodão. O porto do Mucuripe também registrou significativa movimentação, especialmente nos itens frutas e calçados. Os dados são da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio – Secex, no relatório mensal que abrange o período de janeiro a setembro do corrente ano.

 

Pelo Pecém foram movimentadas 129 mil toneladas de frutas, o que representa participação de 28% entre todos os portos brasileiros. O porto de Santos exportou 85 mil toneladas, com participação de 18%. Outro porto cearense, o Mucuripe, ficou em terceiro lugar com 60 mil toneladas e participação de 13%, seguindo-se os portos de Rio Grande, Salvador e Natal. Somando-se as exportações feitas pelo Pecém e Mucuripe, o Ceará movimentou 189 mil toneladas de frutas.

 

O Pecém manteve a liderança também na movimentação de calçados, com 14 mil toneladas transportadas e participação de 35%, vindo a seguir o porto de Rio Grande com 13 mil toneladas e participação de 32% e o de Santos com 7 mil toneladas e 17% de participação. O porto do Mucuripe aparece em quarto lugar com três mil toneladas transportadas, seguido pelo de Salvador, com 1,5 mil e o de Suape (Pernambuco), com 1,2 mil toneladas. No somatório dos dois portos cearenses (Pecém e Mucuripe), o Estado participou com a exportação de 17 mil toneladas.

 

No segmento ferro fundido, ferro e aço o Pecém ficou em terceiro lugar com 656 mil toneladas transportadas e participação de 17%. O porto de São Francisco do Sul movimentou 832 mil toneladas, o que representa participação de 22% e o de Santos registrou 729 mil toneladas, com participação de 18%. Depois do Pecém (3º colocado) ficaram os portos de Vitória, Rio de Janeiro e Itajaí

 

Na movimentação de algodão o porto de Itajaí liderou com 45 mil toneladas e 40% de participação, com o Pecém ficando em segundo, transportando 16,5 mil toneladas e participando com 15%, percentual igual ao do porto de Santos, que movimentou 12 mil toneladas. Em seguida ficaram os portos de Suape, Vitória e Rio de Janeiro. Computando a exportação e importação através de contêineres, granel líquido e granel sólido o porto do Pecém movimentou 2.084.058 toneladas no período, o que representa variação positiva de 70% em relação ao ano anterior.

 

22.10.2010

Assessoria de Comunicação da Cearáportos

Joseoly Moreira (joseoly@gmail.com – 85 3267.2525)