Cid vistoria obras do Porto do Pecém

30 de novembro de 2010

O governador Cid Gomes vistoriou na manhã desta terça-feira (30/11) as obras de ampliação do Porto do Pecém, em São Gonçalo do Amarante. A construção do Terminal de Múltiplo Uso (Tmut) está sendo realizada em três turnos e deverá ficar pronta no primeiro trimestre de 2011. Com a conclusão da obra, em abril já será possível descarregar o carvão necessário para abastecer a Termoelétrica do Pecém. “O Tmut permitirá ao Porto do Pecém triplicar sua movimentação de carga. Também garantirá espaço para o escoamento da produção das futuras Siderúrgica e Refinaria, que se instalarão na área”, afirmou o governador Cid Gomes.

 

Ao todo, faltam pouco mais  de 15 metros para a conclusão do quebra-mar do TMUT. A estrutura, que vai abrigar os píeres de atracação de navios e o pátio de estocagem, está sendo ampliada em mais 1.000 metros quando atingirá um total de 2.700 metros de extensão. Conforme ainda medições feitas pela Companhia de Integração Portuária do Ceará (Cearáportos), vinculada à Secretaria da Infraestrutura do Estado (Seinfra), 165 estacas, de um total de 275, já estão colocadas. As obras estão recebendo um investimento de R$ 400,5 milhões.

 

O cais acostável e seus dois berços de atracação contínuos, com extensão total de 700 metros de comprimento, já iniciados, poderão acomodar navios contêineres de última geração. O TMUT terá ainda uma linha de guindastes para descarregamento e carregamento de contêineres e uma retroárea para pátio de estocagem com cerca de 87,4 mil metros quadrados. Conforme relatou o engenheiro Luiz Hernani, diretor de Implantação e Expansão da Ceará Portos,  já foram aplicados cerca de 800 mil metros cúbicos de concreto para essa fase. Sobre a ponte de acesso até o pátio de cargas, que está sendo prolongada em 348 metros, está sendo implantado o último vão, que ligará a ponte já existente à área de estocagem.

 

O TMUT atenderá a crescente demanda de movimentação de contêineres e carga geral, consolidando a vocação do terminal como porto concentrador de cargas e manter a sua consolidação de maior exportador de frutas e calçados do país. A capacidade estimada de movimentação de contêineres será ampliada dos atuais 250.000 TEUS/ano para 760.000 TEUS/ano.

 

30.11.2010

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado

Casa Civil (comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3001.6247)