Mais 7 novas ambulâncias vão reforçar SAMU Litoral Leste

6 de dezembro de 2010

Já se encontram no pátio da Secretaria da Saúde do Estado sete ambulâncias dos 17 novos veículos, que serão incorporados à frota de ambulâncias móveis do SAMU Litoral Leste. Nesta segunda-feira, 6 de dezembro, as outras 10 ambulâncias básicas saem de São Paulo e devem chegar a Fortaleza até o início da próxima semana. Com os novos veículos, o SAMU Litoral Leste passa a ter 31 ambulâncias, cresce e se transforma no Polo I do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192 – Regional Eusébio). A cobertura é ampliada dos atuais 514 mil habitantes de 14 municípios para 2 milhões de habitantes de 41 municípios do Maciço de Baturité, litorais leste e oeste, e da Região Metropolitana de Fortaleza. A exceção é a capital porque tem SAMU municipal. Até a segunda quinzena de dezembro, o Polo I do SAMU 192 receberá mais três UTIs móveis para fechar a frota de 34 veículos.

 

Com o Polo I do SAMU 192, o Governo do Estado cumpre a primeira etapa da universalização do serviço no Ceará. Como Fortaleza tem o SAMU próprio, os projetos da Sesa ampliam o serviço para os demais 183 municípios do Estado. Para a universalização do serviço, estão previstas 142 ambulâncias, entre unidades de suporte básico e UTI móveis. O objetivo é implantar, até o final de 2011, o Polo II, na região Norte, com sede em Sobral e cobertura de 61 municípios, o Polo III, no Sertão Central, com sede em Canindé, abrangendo 32 municípios, e o Polo IV, SAMU regional do Cariri, cobrindo 49 municípios.

 

O SAMU faz parte da Política Nacional de Urgências e Emergências e ajuda a organizar o atendimento na rede pública prestando socorro à população em casos de emergência, quando acionado pelo telefone 192. O atendimento de urgência e emergência é realizado em qualquer lugar: residências, locais de trabalho e vias públicas, contando com as Centrais de Regulação, profissionais de saúde e veículos de salvamento.

 

O serviço realiza atendimentos de naturezas diversas, como a vítimas de acidentes de trânsito, de ferimentos por arma de fogo, de ferimentos por armas brancas, de quedas, de choque elétrico, de afogamento e de intoxicação. Atende, ainda, pacientes vítimas de infarto agudo do miocárdio, de AVC (Acidente Vascular Cerebral) e crises convulsivas e realiza atendimento pré-hospitalar de pacientes com insuficiência cardíaca e crise diabética.

 

O SAMU também é acionado para a realização de atendimento pré-hospitalar de casos gineco-obstétricos, como trabalho de parto e aborto; atua no atendimento médico pré-hospitalar de urgências psiquiátricas; efetua transferências hospitalares de pacientes graves que necessitam de remoção em UTI móvel entre os municípios.

 

06.12.2010

Assessoria de Imprensa da Sesa

Selma Oliveira (soliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220)