Obras da Refinaria Premium II começarão em 2011

28 de dezembro de 2010

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o governador Cid Gomes participam nesta quarta-feira (29) do início da retomada das ações de sondagem para a instalação  da Refinaria Premium II, no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP).  O ato será simbólico e demonstrará que a implantação da Refinaria no Ceará é irreversível.  A solenidade acontecerá  às 10 horas, na rodovia CE 422, Km 10, com a participação do presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli, e de representantes do Ministério de Minas e Energia.

De acordo com o gerente geral de implantação da Refinaria Premium II, Mário Tavares, a previsão é que as obras de instalação comecem no quarto trimestre de 2011. Segundo ele, a vinda da Refinaria é uma grande oportunidade não só para a estatal, mas para o País e para o Estado. “A refinaria do Ceará está no plano de negócios da Petrobras”, destacou. Mário também afirmou que o foco da refinaria Premium II será a produção de óleo diesel, quer seja para exportação, quer seja para atender a demanda nacional por derivados de petróleo. “A Petrobras verificou um crescimento na produção de petróleo do Brasil e com isso consideramos a ideia de diversificar a produção com a instalação de mais refinarias”, explicou.  Ele acrescentou que a implantação da refinaria no Ceará atendeu a critérios técnicos. “O Ceará tem um porto privilegiado com infraestrutura adequada para receber o empreendimento.  Tem uma localização extremamente adequada e além disso procuramos uma uma oportunidade que se aliasse aos interesses do Governo”, resumiu.

A Refinaria do Ceará deverá receber investimento de US$ 11 bilhões e produzirá 300 mil barris por dia e entrará em operação em 2017. Será uma das maiores refinarias de petróleo do mundo, com produção maior do que as refinarias que estão sendo implantadas nos estados de Pernambuco (230 mil barris/dia) e Rio do Janeiro (150 mil barris/dia). Serão gerados, até o ano de operação, cerca de 90 mil empregos entre diretos, indiretos e por efeito renda. Com o início das operações, serão 2 mil trabalhadores na refinaria.

Segundo o secretário da Infraestrutura do Estado, Adail Fontenele, tudo o que é da competência do Governo já está sendo executado para viabilizar o início da obra. “No Porto do Pecém estão previstos investimentos da ordem de R$ 1,1 bilhão para os próximos quatro anos”, explica. O titular acrescentou ainda que o Estado tem o compromisso de entregar 2 mil hectares do terreno para a implantação do empreendimento e para isso terá que ser feito um desvio de 13 quilômetros da rodovia estruturante mas que o Governo deverá licitar em janeiro. “Há um empenho pessoal do governador para concluirmos todos os detalhes para a implantação da Refinaria”, disse. E finalizou: “O trecho V do Eixão das águas também já garante água para todos os empreendimentos que serão implantados do CIPP”. Adail lembrou ainda a implantação do Centro de Treinamento Técnico Corporativo para capacitar mão-de-obra para suprir as demandas dos empreendimentos.

A superintendente da Semace, Lúcia Teixeira, afirmou que todos os estudos de impacto do meio ambiente estão sendo acompanhados pela Petrobras. Já o procurador da Procuradoria do Meio Ambiente do Estado, Diogo Musy, anunciou que das 300 desapropriações apenas 8% foram feitas de forma judicial e que dos quase 2 mil hectares necessários, apenas 80 hectares restam para ser liberados e isso acontecerá no mês de janeiro. Quanto à área das sondagens, toda ela já está liberada.

28.12.2010

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado

Casa Civil (comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3101.6247)