Controle da água é feito a cada duas horas

15 de fevereiro de 2011

Durante o mês de janeiro de 2011, a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) realizou análises e controle da qualidade da água distribuída, permitindo que o produto que chega às residências de Fortaleza possa ser bebido diretamente da torneira sem problemas. Seis parâmetros são analisados todos os dias: cloro residual livre, turbidez, cor, flúor, coliformes totais e escherichia coli. As análises feitas para Fortaleza continuam apresentando resultados de qualidade acima dos exigidos pelo Ministério da Saúde.
Esse controle é possível porque os testes realizados pela Cagece são repetidos a cada duas horas. A água distribuída em Fortaleza é testada no laboratório central. Outros 164 laboratórios distribuídos pelo Interior fazem o controle da água no resto do estado.
Existem mais de 16 mil pontos estratégicos espalhados pela Região Metropolitana, onde são coletadas amostras proporcionais ao número de pessoas atendidas pelo Cagece em cada área. Alguns locais como clínicas de hemodiálise, hospitais, asilos, creches, escolas e pontos de baixa pressão são classificados como prioridade para amostragem e análise da água.

 

Fortaleza

 

Em janeiro, a Companhia realizou 705 análises da água para cada parâmetro de cor e turbidez, estando em conformidade em 700 amostras. Segundo o Ministério da Saúde, a quantidade de amostras exigidas nesses parâmetros é de apenas 140. Já em relação ao Cloro Residual Livre, Coliformes Totais e E.coli, o Ministério da Saúde exige 604 coletas. A Cagece analisou amostras a mais e constatou conformidade, respectivamente, em 704, 705 e 705 amostras. Quanto ao Flúor e a presença de bactérias heterotróficas, a Cagece também analisou amostras a mais do que o número exigido e constatou conformidade de 100% nas 119 amostras de flúor e 143 amostras para análise de presença de bactérias heterotróficas.

 

Cobertura

 

Atualmente, 98,25% de Fortaleza tem cobertura de água. O número de pessoas beneficiadas com água na capital corresponde a 2.494.425 habitantes.

 

Limpando a caixa d’água

 

A Cagece faz a parte dela tratando e garantindo a qualidade da água até chegar na casa do morador, porém, a população só pode consumir direto da torneira se a caixa d’água da residência tiver limpa.

 

A cada seis meses deve haver limpeza da caixa d’água. Para mantê-la limpa, deve-se retirar o lodo, escovar as paredes usando somente pano e escova, e lavar com bastante água. Depois encher de água toda a caixa e acrescentar 1 litro de água sanitária para cada 1000 litros de água. As torneiras e as descargas devem permanecer fechadas por duas horas. Passado esse tempo, as torneiras devem ser abertas e as descargas dadas para esvaziar a caixa. Esta água servirá também para limpar e desinfetar os canos.   
Por fim, tampar a caixa d’água evitando, dessa forma, a entrada de impurezas.

 

15.02.2011

Assessoria de Imprensa da Cagece

Sabrina Lemos (sabrinamlemos@gmail.com / 85 3101.1828)