Campanha de prevenção à Aids entra na segunda fase

9 de março de 2011

A campanha de Carnaval do Ministério da Saúde contra a Aids tem duas fases este ano. Na primeira fase, com foco na prevenção, a campanha ressalta importância do uso do preservativo nas relações sexuais para evitar a transmissão do vírus. No Ceará, a Secretaria da Saúde do Estado distribuiu 2,2 milhões de preservativos os 184 municípios cearenses para deixar os foliões mais protegidos contra a Aids e outras doenças sexualmente transmissíveis. Depois do período do Carnaval, o objetivo da campanha será estimular as pessoas que tiveram relação desprotegida a fazer o teste HIV.

 

Saber se tem o HIV precocemente permite começar o tratamento no momento certo e ter uma melhor qualidade de vida. Além disso, mães soropositivas podem aumentar as chances de terem filhos sem o HIV, se forem orientadas corretamente e seguirem o tratamento recomendado durante o pré-natal, parto e pós-parto. O diagnóstico da infecção pelo HIV é feito por meio de testes, realizados a partir da coleta de uma amostra de sangue. No Brasil, são realizados exames laboratoriais como o Elisa anti-HIV e os testes rápidos que detectam os anticorpos contra o HIV em um tempo inferior a 30 minutos.

 

O teste de Aids não deve ser feito de forma indiscriminada e a todo o momento. O aconselhável é que quem tenha passado por uma situação de risco, como ter feito sexo desprotegido, faça o exame. Após a infecção pelo HIV, o sistema imunológico demora cerca de um mês para produzir anticorpos em quantidade suficiente para serem detectados pelo teste. Por conta disso, é melhor fazer o exame após esse período.

 

A recomendação vale para relação sexual desprotegida (inclusive sexo oral) e uso de seringas ou agulhas compartilhadas. Se o resultado for positivo, a pessoa pode fazer acompanhamento nos serviços de saúde e começar o tratamento no momento mais adequado. Esse cuidado se reflete na qualidade de vida de quem vive com HIV/aids. As mulheres que desejam engravidar são aconselhadas a conhecer sua condição sorológica. A medida pode evitar a transmissão vertical do HIV e das hepatites (de mãe para filho). O HIV não é transmitido pelo beijo, toque, abraço, aperto de mão, compartilhamento de toalhas, talheres, pratos, suor ou lágrimas.

 

Para a testagem de HIV em Fortaleza, as pessoas devem ir a uma dos 92 postos e unidades do Programa Saúde da Família (PSF) para a solicitação do teste e encaminhamento para a unidade de coleta mais próxima. Durante o período de carnaval, o CTA/COAS Carlos Ribeiro, na Rua Jacinto de Matos, 944, Jacarecanga, estará realizando o teste rápido para o HIV. O Ceará conta hoje com 16 Serviços especializados em HIV/Aids, sendo oito em Fortaleza e oito nos municípios de Sobral, Juazeiro do Norte, Caucaia, Maracanaú, Quixadá, Russas, Aracati e Cascavel, onde pode ser realizado o teste para HIV/Aids.

 

Serviços Especializados em DST/AIDS do Estado do Ceará

 

 

Nome do serviço

Endereço completo

Telefone e Fax

1

Hospital São José

Fortaleza – Rua Nestor Barbosa, 315 Parquelândia, CEP 60.455-610

Fone: (85) 3101.2332
Fax: (85) 3101.2319

2

Hospital Universitário Walter Cantídio

Fortaleza – Rua Capitão Francisco Pedro, 1290, Rodolfo Theofilo, CEP 60.430-370

Fone: (85) 3366.8044
Fax: (85) 3366.8044

3

Hospital Geral de Fortaleza – HGF

Fortaleza – Rua Ávila Goular, 900, Papicu, CEP 60.1555-390

Fone: (85) 3101.3178
Fax: (85) 31013189

4

4 – Hospital Infantil Albert Sabin

Fortaleza – Rua Tertuliano Sales, 544 Vila União CEP 60.410-790

Fone: (85) 31014249
Fax: (85) 31014196

5

Hospital Distrital Gonzaga Mota de Messejana

Fortaleza – Av. Washington Soares, 7700, Messejana, CEP 60.811-341

Fone: (85) 3101.1590
Fax: (85) 3476.2148

6

Centro de Especialidades Médicas José Alencar – CEMJA

Fortaleza – Av. Guilherme Rocha, 510, Centro CEP 60.030-140

Fone: (85) 3488.2348
Fax: (85) 3488.2245

7

Hospital Gonzaga Mota do José Walter

Fortaleza – Av D, 440, 2ª etapa, Conjunto Prefeito José Walter

Fone: (85) 3452.9393
Fax: (85) 3452.9399

8

Hospital Nossa Senhora da Conceição

Fortaleza – Rua 1080, nº 148, 4ª Etapa, Conjunto Ceará, CEP 60232-690

Fone: (85) 3131.1953

9

Hospital Santo Inácio

Juazeiro do Norte – Av. Leão Sampaio, 2233, CEP 63040-140

Fone: (88)3257.2302

10

Centro de Referência em Infectologia Francisco Luis da Costa

Sobral – Rua da Fraternidade, 40, Colina, CEP 62.010-830

Fone: (88) 3614.7251
Fax: (88) 3614.9327

11

Policlínica Municipal de Cascavel – Ambulatório de Infectologia

Cascavel – Rua Santa Terezinha, 210, Módulo Esportivo

Fone: (88) 3334.2835
Fax: (88) 3334.2244

12

Hospital Municipal Dr. Eduardo Dias

Aracati – Rua Dragão do Mar, 819, Centro,

Fone: (88) 3446.2441
Fax: (88) 3446.2441

13

Hospital Municipal de Maracanaú

Maracanaú – Rua João Alencar, S/N, Centro, CEP 61.900-150

Fone: (85) 3521.5001
Fax: (85) 35215001

14

Centro de Saúde Reprodutiva e Sexual de Quixadá

Quixadá – Rua Clarindo de Queiroz, 1131, Centro

Fone: (85) 3412.3245
Fax: (85) 3412.3245

15

Serviço Ambulatorial Especializado de Russas

Russas – Av. Dom Lino, 1383

Fone: (88) 3411.8418
Fax: (88) 3411.8418

16

Serviço Ambulatorial Especializado – SAE Conviver

Caucaia – Rua Porcina Leite,161, Parque Soledade

Fone: (85) 3342.4174
Fax: (85) 3342.4174

 

09.03.2011

Assessoria de Imprensa da Sesa

Selma Oliveira (soliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220)