Sala de Situação mostra perfil detalhado da dengue

2 de junho de 2011

Todas as sextas-feiras a Secretaria da Saúde do Estado atualiza, divulga e lança no site da Sesa o boletim semanal da dengue. Agora avança ainda mais na complexidade, volume de informações e na rapidez da informação. Já está funcionando a Sala de Situação da Dengue. Acessando o banner Sala de Situação da Dengue, que fica ao lado direito na homepage da Sesa, gestores, profissionais de saúde, da imprensa, usuários dos serviços de saúde, professores, estudantes, têm acesso ao mapa da dengue em cada um dos 184 municípios cearenses. Com a ajuda de gráficos e tabelas, visualizam os números de casos notificados, confirmados e de óbitos numa série histórica.

 

“Com mais informações, lançadas de uma forma transparente pela da Sala de Situação da Dengue, queremos potencializar as ações de vigilância nos municípios e mobilizar cada vez mais a população para a prevenção”, afirma o secretário da saúde do Estado, Arruda Bastos. Segundo ele, “essa nova estratégia, quer traz o perfil detalhado da dengue em cada município, incluindo desde os índices de infestação do mosquito, número de casos confirmados e de óbitos, promove, a partir da transparência, uma comparação de números e experiências entre municípios que pode gerar bons resultados no controle da doença”. O coordenador de Promoção e Prevenção da Sesa, Manoel Fonsêca, informa que os dados são atualizados diariamente, com exceção dos óbitos, que a atualização e divulgação ocorrem nas sextas-feiras juntamente com o boletim epidemiológico.

 

Controle

 

Na Sala de Situação da Dengue a população fica sabendo tudo sobre os cuidados com o Aedes aegypti, transmissor da doença, com alerta para os principais criadouros do mosquito. No Ceará e no Nordeste 75% dos focos do mosquito são encontrados em grandes depósitos, como a caixa d’água. Os sinais de alarme da doença também estão em destaque. Os profissionais ficam atualizados nos protocolos de tratamento aos pacientes.

 

De acordo com nota divulgada pela Sesa no último dia 27 de maio, a situação da dengue está controlada no Ceará. De abril para cá vem sendo registrada redução no número de casos. Para Arruda vários fatores contribuem para o controle. Ele destaca “a força da mobilização popular, com diferentes instituições governamentais e não governamentais que não desanimaram e foram às empresas, como a FIEC, e tantas outras que foram às escolas, praças, shoppings, chamando a população para a prevenção”. Destaca ainda o trabalho dos agentes de endemias, que por mais de dois meses, levaram o fumacê aos municípios com maior risco de epidemia.

 

02.06.2011

Assessoria de Imprensa da Sesa

Selma Oliveira (soliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220)