Raiva: novo laboratório emitirá diagnóstico da doença

30 de junho de 2011

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza, lança nesta sexta-feira (1º), a campanha nacional de vacinação contra a raiva no Ceará. O lançamento será às 8h30min, na Praça Jonas Gomes de Freitas, ao lado do North Shopping. Já nesta quinta-feira (30), às 14 horas, a Sesa inaugura no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), na Avenida Barão de Studart, 2405, Aldeota, o Laboratório de Diagnóstico da Raiva, que recebeu investimento de R$ 305.228,00 em recursos do Tesouro do Estado.

 

Com o novo laboratório, o Lacen assume o diagnóstico de raiva e em animais de pequeno porte, como cães e gatos. Antes, o exame era realizado pelo laboratório da Secretaria do Desenvolvimento Agrário, que continua realizando diagnóstico de raiva em grandes herbívoros. Em 2010, tendo em vista a implantação do novo laboratório, veterinários de todos os municípios do Ceará foram capacitados para realizar a coleta de material da medula óssea de animais suspeitos. Para o diagnóstico de raiva o Ministério da Saúde exige a realização de duas provas laboratoriais que passam a ser feitas no Lacen – a imunofluorescência direta e a prova biológica.

 

Vacinação

 

Até o dia 6 de agosto, período da campanha, o Ceará realizará a primeira etapa de imunização de cães e gatos em 84 municípios considerados de risco de raiva, com aplicação de um milhão de doses. A primeira etapa da campanha de vacinação contra a raiva no Estado contemplará os municípios com registro de casos de raiva canina, felina e humana nos últimos três anos, testes positivos para raiva em morcegos em áreas urbanas e municípios vizinhos a áreas de risco.

 

A vacina antirrábica não tem contraindicações e os donos devem levar para vacinar os animais a partir dos dois meses de vida, inclusive fêmeas prenhes, evitando vacinar animais doentes. No dia de mobilização, em 2 de julho, os municípios serão responsáveis pela distribuição dos postos de vacinação. A orientação da Secretaria da Saúde do Estado é de vacinar o maior número de animais possível nessa data. Depois, até o dia 6 de agosto, as secretarias municipais de saúde manterão postos de vacinação para imunizar os animais não vacinados.

 

Em 2010, a campanha de vacinação foi suspensa em todo o país depois de mortes e reações adversas em cães e gatos que haviam sido vacinados. O governo federal decidiu suspender o uso da vacina fabricada pelo laboratório Bio-Vet e usada pela primeira vez em uma campanha nacional contra raiva. Este ano, o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) será o fornecedor de 32 milhões de doses que o Ministério da Saúde irá distribuir às secretarias estaduais de Saúde ainda em maio.

 

A raiva é uma doença viral que pode ser transmitida ao homem por mordida, lambida ou arranhão de um animal infectado, principalmente cães, gatos, saguis e morcegos. A taxa de letalidade entre humanos é próxima de 100%. Em 20 anos, entre 1990 e 2010, o Ceará registrou 43 óbitos em consequência da raiva humana. No ano passado foram dois casos. A partir do ano 2000, foram 14 mortes em 10 municípios: Fortaleza (3), Caucaia (3), Pindoretama, Maracanaú, Umirim, Tururu, São Luis do Curu, Camocim, Ipu e Chaval. Cães foram os transmissores do vírus da raiva em 11 desses óbitos. Nos outros três casos, o transmissor foi o sagüi, também conhecido como soim.

 

A melhor maneira de evitar a raiva em humanos é a prevenção. Além da vacinação dos animais domésticos, as secretarias de saúde dos municípios devem ser acionadas para capturar os animais de rua que podem portar a doença. Nas cidades, a presença de morcegos deve ser notificada aos departamentos de zoonoses. Em caso de cão raivoso, há uma mudança comportamental que chama bastante a atenção. Um cão dócil começa a atacar todas as pessoas sem motivo, rejeita inclusive a alimentação. Começa também a se esconder, parece desatento e, às vezes, não atende ao próprio dono.

 

Municípios de risco para raiva

 

CRES

MUNICÍPIO

 

Fortaleza
Aquiraz
Cascavel
Itaitinga

 

 

Apuiarés
Caucaia
General Sampaio
Itapajé
Paracuru
Paraipaba
Pentecoste
S. Gonçalo do Amarante
São Luís do Curu
Tejuçuoca

 

Maracanaú
Maranguape
Palmácia

Boa Viagem
Itatira

Amontada
Tururu
Uruburetama

Beberibe
Icapuí

Banabuiú
Ibaretama
Milhã
Pedra Branca
Solonópole
Ibicuitinga

Russas

11ª

Alcântaras
Cariré
Catunda
Coreaú
Forquilha
Frecheirinha
Graça
Groaíras
Hidrolândia
Ipu
Irauçuba
Massapê
Meruoca
Moraújo
Mucambo
Pacujá
Pires Ferreira
Reriutaba
Santa Quitéria
Santana do Acaraú
Senador Sá
Sobral
Uruoca
Varjota

12ª

Marco

13ª

Carnaubal
Croatá
Guaraciaba do Norte
Ibiapina
São Benedito
Tianguá
Ubajara
Viçosa do Ceará

15ª

Ararendá
Ipaporanga
Poranga

16ª

Barroquinha
Camocim
Chaval
Granja
Martinópole

17ª

Lavras da Mangabeira

18ª

Cariús
Iguatu

19ª

Abaiara

Brejo Santo

20ª

Assaré

Crato

Nova Olinda

21ª

Barbalha

Granjeiro

MissãoVelha

TOTAL

84 municípios

 

30.06.2011

Assessoria de Imprensa da Sesa

Selma Oliveira (soliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220)