Relatório técnico sobre qualidade das águas das praias de Fortaleza é entregue à Cagece

28 de julho de 2011

Após período de análises ocorrido durante o primeiro semestre de 2011, a Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) entregou nesta quarta-feira (27), à Gerência de Meio Ambiente (Gemam) da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), um relatório técnico sobre a qualidade das águas das praias de Fortaleza e a identificação de fontes poluidoras nas áreas de influência do Programa Sanear II. O documento, elaborado pela Semace, obedece ao Convênio de Cooperação Técnica 29/2010 firmado entre ambas autarquias. O objetivo é avaliar como a implantação do sistema de esgotamento sanitário influência na qualidade dos pontos para banho.

 

Uma das ferramentas utilizada para o trabalho foram os dados de balneabilidade das águas das praias da capital, divulgados nos boletins emitidos semanalmente pela superintendência. Neles são expostos os pontos próprios e impróprios para banho, tendo como referência a quantidade de coliformes termotolerantes por 100 mililitros (ml) de água obtidos nas últimas cinco medições. Se em pelo menos duas delas houver mais de 1000 coliformes por 100 ml, a água é considerada imprópria para contato primário. A metodologia utilizada divide os 27 quilômetros de extensão da orla de Fortaleza em três setores: Leste (compreendendo a foz do rio Cocó ao Porto do Mucuripe), Centro (do Porto do Mucuripe até o Aterro da Praia de Iracema) e Oeste (do Aterro da Praia de Iracema até a Barra do Ceará).

 

O relatório é de responsabilidade da Gerência de Análise e Monitoramento (Geamo) da Semace e será disponibilizado para consulta na biblioteca da autarquia, localizada na rua Jaime Benévolo, 1400, bairro de Fátima.

Histórico do Convênio Semace/Cagece

Em 19 de outubro de 2005 foi firmado, entre a Cagece e a Semace, o Convênio N° 18/2005 de Cooperação Técnica que teve por objeto a implementação de diagnóstico das fontes de poluição e o monitoramento da qualidade das águas das praias de Fortaleza, dos setores Leste, Centro e Oeste, que compõem as áreas de influência do Programa de Infraestrutura Básica em Saneamento do Estado do Ceará (Sanear II). O primeiro Termo Aditivo para renovação do Convênio por mais dois anos aconteceu em 18 de outubro de 2007. Em 27 de outubro de 2009, foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), o segundo aditivo ao Convênio N° 18/2005 para prorrogação do prazo por doze meses.

28.07.2011

Assessoria de Comunicação da Semace
Luanna Patrícia (85 3101.5554)

twitter:@semace)