Semana do Aleitamento Materno começa nesta segunda-feira (1º)

29 de julho de 2011

Nesta segunda-feira, 1º de agosto, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) realiza duas ações de promoção da saúde das crianças e das mães. Às 8h30min, no Hospital Infantil Albert Sabin, a Sesa fará a abertura da Semana do Aleitamento Materno e o lançamento da Caderneta da Gestante. O Albert Sabin, onde funciona um banco de leite humano mantido por 40 mães doadoras, fica na Rua Tertuliano Sales, 544, Vila União. 

 

O leite materno é um dos principais responsáveis pela redução da mortalidade infantil no Ceará. Indicadores da Sesa revelam que na proporção em que o índice de aleitamento aumenta cai a Taxa de Mortalidade Infantil. Em 1999 o índice de aleitamento no Estado era de 55,6% e em 2009 subiu para 71,1%. Isso significa que de cada 100 crianças com até quatro meses de vida 76 são alimentadas somente do leite materno. Nesse mesmo período, de 99 a 2009, a Taxa de Mortalidade Infantil foi reduzida de 28,7 para 15,3. Ou seja, de cada mil nascidas vivas 15,3 morrem antes de completar um ano de vida.

 

Com a Semana Mundial do Aleitamento Materno, que tem a mobilização do Ministério da Saúde em todo o país, a Sesa quer estimular ainda mais o aleitamento materno no Estado e assim proteger a saúde dos bebês e das mães. Em nível nacional, a campanha tem a participação da atriz Juliana Paes, que teve recentemente o primeiro filho. Ela aparece na campanha publicitária do Ministério com o filho Pedro, no momento da amamentação. No Ceará, a madrinha da semana de incentivo ao aleitamento é a enfermeira Monisa Rocha, mãe do Gabriel, que na próxima sexta-feira completa quatro meses de vida e de alimentação exclusiva do leite materno. O pai, capitão Erle Rocha do Corpo de Bombeiros, como incentivador da amamentação, vai acompanhar Monisa e Gabriel na abertura da Semana Mundial do Aleitamento Materno, no Hospital Albert Sabin.

 

Caderneta da Gestante

 

Para que a mãe tenha o acompanhamento integral durante o pré-natal registrado, com  anotação de todas informações sobre exames, consultas, vacinas, atendimentos odontológicos, visitas do Agente Comunitário de Saúde, a Sesa elaborou a Caderneta da Gestante. Pelo menos 50 mil cadernetas já estão sendo distribuídas no interior com as equipes do Programa Saúde da Família. Na caderneta, as mulheres ficam sabendo sobre as vantagens do parto normal, sinais de parto, perigos na gravidez. Fica ainda por dentro dos direitos dos bebês, como o acesso ao teste do pezinho, teste do olhinho e teste da orelhinha – clique e conheça, na íntegra, a Caderneta da Gestante.

 

29.07.2011 

Assessoria de Imprensa da Secretaria da Saúde

Selma Oliveira (soliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220)