Empresas incubadas no Centec concorrem na final do Prêmio Nacional de Inovação

1 de agosto de 2011

Duas empresas do Ceará concorrem na seleção do Prêmio Nacional de Inovação da Confederação Nacional da Indústria (CNI), a Piscis, de André de Freitas Siqueira e a Geragri, de Geraldo de Sousa. O resultado final será anunciado nesta terça-feira (2). As duas empresas, que fazem parte da Incubadora do Instituto Centec (Intece), já passaram pelas etapas de avaliação e julgamento de propostas, encerradas no dia 20 de julho.

Quatro categorias integram o Prêmio Nacional de Inovação, antigo Prêmio CNI: Gestão da Inovação, Competitividade, Design e Desenvolvimento Sustentável, na qual são finalistas as duas empresas cearenses e uma terceira. A CNI define a premiação como “o justo reconhecimento às empresas industriais que contribuem para o aumento da competitividade e o desenvolvimento sustentável do setor no País”.

A Piscis faz o aproveitamento das vísceras de tilápia para a extração de óleo do produto antes descartado pelos pescadores do açude Castanhão, para transformação em ração balanceada para suínos e aves, produção de biodiesel ou sabão. A pesquisador André de Freitas Siqueira, aluno do doutorado da Rede Nordeste de Biotecnologia (Renorbio), estuda também a extração de Omega 3 e Omega do óleo de peixe para agregar valor ao produto.

A Geragri criou o quadriciclo agrícola, uma alternativa para tornar acessível a mecanização do segmento da agricultura familiar, mas pode atender também grandes empresas agrícolas pela facilidade de ser pequeno, econômico e poder trafegar entre as fileiras da plantação. Mecânico de motos em Tauá, Geraldo de Sousa teve a ideia do invento desde criança quando viu um trator na plantação.

A CNI valoriza, para a seleção dos projetos apresentados ao Prêmio, “a capacidade de pôr em prática boas ideias, inovar e superar obstáculos, com a introdução de novos produtos, processos e serviços e de melhorias no ambiente organizacional e cultural das empresas”. A premiação é aberta a todas as indústrias associadas às federações estaduais.

O processo de mobilização e de reconhecimento de empresas será realizado no âmbito da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), movimento coordenado pela CNI. O projeto será executado pela CNI e pelo Movimento Brasil Competitivo (MBC), com o apoio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT).

01.08.2011

Assessoria de Comunicação do Centec com informações do site da CNI

Flamínio Araripe (flaminio.a@gmail.com / 85 3066.7030)