Fórum do BID conhecerá experiência sócio-educativa do Ceará

8 de agosto de 2011

As experiências inovadoras do Plano Estadual de medidas socioeducativas e de acesso à Justiça desenvolvidas pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), nos centros de ressocialização de jovens em conflitos com lei, serão expostas e debatidas nesta terça-feira (9), no Fórum sobre Segurança Cidadã, promovido pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), no Rio de Janeiro. A apresentação, que tem como título “Acesso à Justiça, Políticas Penitenciárias e Medidas Socioeducativas”, será feita pelo coordenador do Programa de Apoio às Reformas Sociais (Proares II) no Ceará, Roberto Luiz Lima Rodrigues.

 

Na oportunidade, ele apresentará também o novo modelo de ações adotadas pelo programa “Um Novo Olhar”, e os avanços dos programas de capacitação e de geração de emprego e renda nos centros educacionais Cardeal Aloísio Lorscheider (Cecal) e Patativa do Assaré (Cepa); que vêm promovendo maior ocupação, instrução, integração e ressocialização dos jovens internos. Além da formação profissional remunerada nas fábricas da Marisol, Hope e Metal Mecânica Maia, os jovens participam, em tempo integral, de atividades educativas, culturais, esportivas e de lazer, das sete às 19 horas.  

 

Ceará entre os cinco

A experiência do Ceará na área da segurança social juvenil é uma das cinco escolhidas pelo BID, pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) e pelo governo do Estado do Rio de Janeiro, no País, para compor a 4ª edição do Fórum Sobre Segurança Cidadã: Brasil e suas Experiências Inovadoras na Prevenção da Violência. No Estado, além do plano estratégico para implantação de medidas socioeducativas, o BID está financiando a construção de dois novos centros educacionais modelos, sendo uma unidade de semiliberdade, na Sapiranga, em Fortaleza e outro, de internação provisória, em Sobral, envolvendo recursos da ordem de R$ 10,4 milhões.

 

O Fórum começou nesta segunda-feira (8) e conta com as presenças da ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Ellen Gracie; do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo; do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral; do representante do BID, no Brasil, Fernando Carrill-Flórez, e demais representantes de governos e entidades públicas ligadas às questões de segurança pública.

 

08.08.2011

Assessoria de Comunicação Social da STDS
Carlos Eugênio Saraiva (3101.2089 / 2099)
imprensa@stds.ce.gov.br
twitter: www.twitter.com/stdsonline