Centro Educacional: Novo Mártir Francisca está 70% concluído

29 de agosto de 2011

Com 70% das obras concluídas, a nova Unidade de Semiliberdade Mártir Francisca, que o Governo do Estado por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) constrói no bairro da Sapiranga, em Fortaleza, deverá estar pronta em outubro próximo, três meses antes do previsto. “A data limite para inauguração é dezembro, mas com o ritmo avançado dos trabalhos podemos inaugurá-la em outubro”, sinalizou o titular da STDS, Evandro Leitão, durante visita às obras do novo centro, que terá capacidade para atender 48 jovens em conflitos com a lei.

 

“Com este centro e mais quatro que estamos construindo, um no Canindezinho, em Fortaleza, dois em Sobral e mais um em Juazeiro do Norte, queremos acabar com os problemas de superlotação no Centros Educacionais do Ceará”, garante Evandro Leitão. Atualmente, o Estado conta com 14 centros de medidas socioeducativas para jovens em conflitos com a lei, com 961 jovens internos e até 2012, serão 18 centros atendendo ao público juvenil.

Estilo resort

Toda construída em conformidade com o que determina o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase), a nova unidade Mártir Francisca inova no layout e design de suas dependências. Com 2,25 mil metros quadrados de área edificada, em um terreno de 8,5 mil metros quadrados, a nova unidade contará com quatro casas com capacidade para receber, com conforto e modernidade, 12 jovens cada.

 

 

“Há muitos resorts no interior que não têm a estrutura que o Mártir Francisca irá oferecer”, garante o arquiteto da STDS, Marcílio Pereira. Segundo ele, cada residência terá quatro quartos, com camas para até três jovens, mobiliário completo com estrutura para internet e bancadas para estudos. A área de lazer, incluindo um campo gramado com 800 metros quadrados, espaço para TV e jogos, será contornada por jardins e árvores próprias da região.

 

“Tudo está sendo feito para transformar o local em uma segunda residência para os jovens”, acrescentou o coordenador do Programa de Apoio às Reformas Sociais (Proares II), Roberto Luiz. Conforme mostrou, a nova unidade está toda concebida à acessibilidade universal, com rampas, banheiros e elevadores para pessoas com deficiência.

 

A unidade contará ainda com prédio à administração, cozinha industrial, refeitório, vestuário para os funcionários, lavanderia e toda a estrutura necessária exigida pelo Sinase. Na obra estão sendo investidos cerca de R$ 5 milhões, financiados pela STDS, junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), por meio do Proares II.

 

29.08.2011  

 

Assessoria de Comunicação da STDS

Carlos Eugênio (85 3101.2089/2099 /imprensa@stds.ce.gov.br)

Twitter: www.twitter.com/stdsonline