Museu de Arte Contemporânea abre nova exposição nesta quinta-feira (8)

8 de setembro de 2011

O Museu de Arte Contemporânea (MAC) recebe o legado da artista Letícia Parente, com obras que permitem uma releitura do cotidiano no que seria um verdadeiro laboratório de experimentos para a arte brasileira. A abertura da mostra acontece nesta quinta-feira (8), às 19h30min.  O acesso é livre. A professora e química baiana foi uma das precursoras da videoarte no Brasil. Gravura, fotografia, audiovisual e arte cinética foram as expressões encontradas por Letícia para reproduzir o dia a dia e provocar o público, numa coletânea multifacetada onde o conteúdo e o experimentalismo predominam sob a forma.

Há um quê de dadaísmo nos trabalhos da artista, que insere elementos banais em sua produção, transformando-os numa arte carregada de novos conceitos e questionamentos sobre a cultura, a política e a sociedade brasileira. Os objetos usados para a construção de seus projetos são comuns, como cabide, tábua de passar, linha e agulha, alfinete, caderno de vacinação, tubo de ensaio, carimbo e o mais marcante e inquietante, o próprio corpo.

A casa, enquanto ambiente onde se executam as mais elementares tarefas, e o corpo, que acaba por transformá-la em sujeito e obra da criação, são ambos alvos recorrentes de exploração e pesquisa na obra de Letícia. Com curadoria de Katia Maciel e André Parente, filho de Letícia, o acervo conta com fotos e vídeos que marcaram a carreira da artista e transformaram-na num ícone da videoarte, como a filmagem Marca Registrada (1975), em que Letícia borda as palavras “Made in Brazil” nas plantas dos pés.

 

Serviço: Exposição Letícia Parente, Museu de Arte Contemporânea – MAC. Abertura 08 de setembro, às 19h30min. Visitas: Terça a quinta, das 9 horas às 19 horas, e de sexta a domingo (e feriados), das 14 horas às 21 horas. Acesso livre.

 

 

 

08.09.2011

Assessoria de Comunicação da Secult

Sonara Capaverde (sonara.capaverde@secult.ce.gov.br / 85 3101.6759)