Meio Ambiente: Programa monitora fontes poluidoras das indústrias

4 de outubro de 2011

A Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), através da Gerência de Análise e Monitoramento (Geamo), atingiu o recorde do Programa de Automonitoramento das Indústrias neste mês de setembro, com 166 relatórios técnicos emitidos e encaminhados para as empresas. Desse total, foram feitas 430 análises das mais variadas fontes poluidoras. O trabalho consistiu no monitoramento de emissões atmosféricas, sonoras, efluentes líquidos e gerenciamento dos resíduos sólidos.

O Programa de Automonitoramento é um instrumento de controle ambiental utilizado como condicionante das licenças de Operação emitidas pela Semace. São levadas em consideração as características de cada empreendimento, devendo as empresas licenciadas apresentarem periodicamente relatórios de controle de suas fontes poluidoras.

Após receber os dados entregues pela empresa, os técnicos da autarquia fazem inspeções nos empreendimentos para averiguar se as informações recebidas são verídicas. Em seguida, a equipe da Semace emite relatórios para os interessados, nos quais informam as conformidades e/ou desconformidades constatadas em relação aos padrões estabelecidos pela legislação.

Atualmente, mais de 400 empreendimentos integram o automonitoramento, entre indústrias, carciniculturas, pisciculturas, transportadoras de produtos perigosos, concessionárias de água e esgoto etc.

 

Meta para 2011

 

A gerente da Geamo, Magda Kokay, enfatizou o empenho e o comprometimento da equipe, ressaltando que este ano a Semace deverá bater a meta estabelecida, que é de 700 relatórios. Em 2010, a autarquia emitiu 606 relatórios. 

 

04.10.2011

Assessoria de Imprensa da Semace

Fhilipe Augusto (fhilipe.augusto@semace.ce.gov.br/ 85 3101.5554)

Twitter: @semace