Ceará registra 8,6 mil empregos gerados em setembro

18 de outubro de 2011

Em setembro de 2011, o Ceará gerou 8.604 empregos celetistas, o terceiro melhor resultado de toda a série histórica do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) para o período, em termos absolutos, sendo superado apenas pelo ano de 2009 (12.966) e 2010 (9.993). Ressalte-se que este número foi equivalente à elevação de 0,80% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior (1,1 milhão). Os números foram divulgados nesta terça-feira (18) pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

O desempenho foi proveniente da expansão do emprego, principalmente nos setores de serviços (2.556), da indústria de transformação (1.822), do comércio (1.820) e da construção civil (1.585). Dentre os subsetores, destacaram-se o comércio varejista (1.608), a indústria de alimentos e bebidas (975), comércio e administração de imóveis e serviços técnicos-profissionais (806) e alojamento e alimentação (505).

“Neste período, percebemos a sazonalidade do mercado de trabalho com o aquecimento dos diversos setores, em virtude da ampliação das vendas de final de ano. Esperamos que estes números sejam ainda mais expressivos nos próximos meses”, destaca o presidente do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), Francisco de Assis Diniz.

Na série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, nos primeiros nove meses do corrente ano, houve acréscimo de 49.434 postos, sendo a Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) responsável por 36.751 empregos.  No mês de setembro, a RMF criou 5.515 empregos. No ranking, dentre os municípios, além da Capital, também se destacaram Juazeiro do Norte (507), Caucaia (329), Aracati (317) e Beberibe (310).

18.10.2011

Assessoria de Comunicação do IDT
Ana Clara Braga (85 3101.5500 / anaclara@idt.org.br)