Siderúrgica: Contrato para obras deve ser assinado em novembro

21 de outubro de 2011

Em novembro, o Governo do Estado e a Companhia Siderúrgica do Pecém (CPS) devem assinar o contrato para início das obras da primeira Siderúrgica instalada no Ceará. A notícia foi dada nesta sexta-feira (21) pelo governador Cid Gomes, durante a solenidade de posse de Roberto Smith como diretor presidente da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece). Segundo lembrou Cid, a Siderúrgica do Pecém prevê um investimento inicial de US$ 4,4 bilhões, e só em sua primeira fase de operação vai produzir 3 milhões de toneladas de placas de aço por ano. “A CSP prevê ainda um volume maior de investimentos quando instalada, isso quer dizer que vamos ter aqui no Ceará a maior companhia Siderúrgica do país”, destacou.

 

Cid Gomes destacou o desenvolvimento industrial do Ceará como o maior desafio para o Estado, porém é também o meio mais eficaz de fazer com que o nosso Estado consiga dobrar a produção de suas riquezas nos próximos anos. Aliado as melhorias na agricultura. Segundo o Governador, o setor primário (agricultura e pecuária) representa 7% do Produto Interno Bruto (PIB) cearense e o setor terciário (indústria) representa 27%, enquanto o setor terciário (serviços – comércio e turismo) representa o restante das riquezas produzidas no Ceará. “O comércio e o turismo, que compõe o setor terciário são atividades muito importantes para o nosso Estado. Mas é um setor que depende das riqueza econômicas que advém do primeiro e segundo setor, e por isso é fundamental a melhoria do PIB desses dois setores. Isso é que vai dá margens para duplicarmos o PIB cearense”, explicou o Governador.

 

Na ocasião, Cid Gomes fez uma explanação da economia no Ceará e dos investimentos que a área vem recebendo com a implantação de indústrias. Como exemplo ele citou a instalação de duas laminadoras de aço no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP). “A instalação dessas laminadoras que vão transformar as placas de aço produzidas pela Siderúrgica em chapas, fazem parte de um segundo momento. Mas é fundamental que a gente continue de olho nesse setor”, explicou Cid. Segundo ele, a empresa Esmaltec, que já está funcionando aqui no Ceará com esse mercado, também prevê sua duplicação de sua produção.

 

As indústrias naval, automobilística e de mineração, segundo o Governador, também precisam ser focadas e a Adece, assim como Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico (Cede), devem reforçar a atração dessas industrias para o Ceará. “Não podemos perder a oportunidade de atrair essas grandes riquezas. Ter essas oportunidades no nosso Estado é pensar em sonhos nem antes sonhados pelos cearenses”, reforçou Cid. Para o Governador, a Adece e o Cede também devem ter um foco voltado para “encurtar os prazos” junto à Petrobras para a instalação da Refinaria Premium II. “Tudo o que era obrigação do Estado já foi equacionado. Com a instalação dessa Refinaria, o Ceará entra de vez na indústria petroquímica”, destacou. A Refinaria do Ceará deverá receber investimento de US$ 11 bilhões e produzirá 300 mil barris de petróleo por dia. “Para que o Ceará consolide de vez o seu desenvolvimento, e consequentemente isso se transforme em benefícios para a população, temos um enorme desafio, mas o momento é favorável. Estamos sempre crescendo acima da média brasileira e o nosso otimismo é um ponto positivo”, concluiu Cid.

 

IMG_6524Posse 

Durante a posse do novo Presidente da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece),  Roberto Smith, o Governador destacou seu trabalho à frente do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), que presidiu por oito anos. “Acredito que não tenha ninguém mais credenciado que Roberto Smith, pela sua experiência acadêmica e a vivência no BNB, para assumir esse cargo. Sua vinda para a Adece significa um achado para o Governo do Estado”, enfatizou Cid.

 

Durante o discurso de posse, Roberto Smith, agradeceu ao Governo do Estado sua nomeação para o cargo, e também anunciou as primeiras mudanças na estruturação da Adece, entre elas a convocação de dois diretores que vão trabalhar as áreas de agronegócio e atração industrial. “A Adece tem desenvolvido um trabalho expressivo no Ceará e que mostra densidade. E esse trabalho precisa ser mais levado a conhecimento da população”, destacou o novo Presidente.

 

Na ocasião o Governador anunciou a construção de uma novo prédio que deve abrigar a Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece) e o Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico (CEDE).

 

Prestigiaram o evento os secretários Mauro Filho (Sefaz), Eduardo Diogo (Adece), Camilo Santana (Cidades), René Barreira (Secitece), Arruda Bastos (Sesa), Ivan Bezerra (CEDE), Professor Pinheiro (Secult), João Melo (CGE), Francilene Gomes (Defensoria), Edgar Linhares (Conselho de Educação), Assis Diniz (IDT), Gotardo Gurgel (Cagece), Flávio Ataliba (Ipece) e João Porto Guimarães (Jucec); o senador Inácio Arruda; os deputados Sérgio Aguiar, Mauro Benevides, Arnon Bezerra, Chico Lopes, Jo?e Airton, Dedé Teixeira; a presidente da Aprece, Eliene Brasileiro; o procurador-Chefe da AGU, José Arimatéia Neto; o presidente da CDL, Onório Pinheiro; o reitor da Uece, AssisAraripe (Uece), o reitor do IFCE, Cláudio Ricardo e o superintendente do Sebrae-CE, Carlos Cruz.

 

21.10.2011

 

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado

Casa Civil – 85 3466.4898

comunicacao@casacivil.ce.gov.br