Segunda etapa da Campanha de Vacinação contra aftosa é lançada nesta terça-feira (1º)

31 de outubro de 2011

Nesta terça feira (1º) o Governo do Estado, através da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), lança no Ceará a segunda etapa de vacinação contra a febre aftosa. A solenidade que dará início aos trabalhos de vacinação acontece na fazenda Bom Jesus, localizada no distrito do Boqueirão do Cesário, em Beberibe, Litoral Leste do Estado.

 

Na primeira fase da campanha, iniciada em maio deste ano, cerca de 94% do rebanho de bovinos e bubalinos foram vacinados no Estado. Um recorde jamais alcançado pelo Ceará e que superou os 90% estabelecido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Atualmente o Ceará tem 2.343.772,00 animais (bois e búfalos). Para este segundo momento da Campanha o objetivo é manter o índice de vacinação.

 

A meta alcançada é o passo mais importante para que o Ceará alcance a situação de zona livre de febre aftosa com vacinação, com previsão para o reconhecimento nacional até o final de 2011 e reconhecimento internacional até o inicio de 2012. Além disso, um convênio com o Ministério da Agricultura prevê investimentos até 2015 para assegurar a defesa agropecuária no Ceará. “Sete novos carros serão distribuídos e mais funcionários serão contratados”, afirma o Secretário da Agricultura, Nelson Martins.

 

Entre os municípios que mais vacinaram na primeira etapa, o destaque vai para Fortaleza. Foram vacinados 93,69% do rebanho. A capital cearense nunca havia atingido números maiores do que 60%. Mérito dos produtores, mas também dos técnicos e fiscais agropecuários que foram até o campo alertar aos criadores sobre a importância da vacina.

 

O presidente da Agência de Defesa Agropecuária (Adagri), Augusto Júnior, órgão responsável pela vacinação no Ceará, explica que para conseguir alcançar o status de livre com vacinação é preciso também fechar o cerco nas feiras e exposições. “Em alguns casos, os produtores relutam em trazer o animal vacinado e com a Guia de Trânsito Animal. Tudo tem que estar em ordem. Tudo conta ponto com o MAPA”, explica.

 

31.10.2011

Assessoria de Imprensa da Adagri

Amanda Sobreira (amandasobreira1@gmail.com / 85 3101.7631)

Twitter: @adagri