Boletins de balneabilidade das praias na RMF apresentam mais pontos próprios

3 de novembro de 2011

Os meses de setembro e outubro apontaram boletins de balneabilidade das praias na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) com maior número de pontos próprios. O resultado favorável para os banhistas da Capital foi apresentado pela Gerência de Análise de Monitoramento (Geamo), da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace). 

Em setembro, esse comparativo apresentou fechamento do boletim com 21 pontos próprios (67,74%) e 10 impróprios (32,26%), referente a 29 de agosto à 27 de setembro. Já o mês de outubro, com 25 pontos próprios (80,65%) e seis impróprios (19,35%), do período de 20 de setembro à 17 de outubro.

De acordo com a Geamo, fatores tais como condições climáticas, aumento da maré, presença de animais, disposição imprópria de resíduos sólidos e adensamento urbano nas proximidades das praias, podem interferir no resultado da balneabilidade. As águas são avaliadas nas categorias própria e imprópria utilizando como parâmetro indicador básico a densidade de coliformes termotolerantes (ou fecais).

O procedimento de monitoramento é feito através de amostras coletadas às segundas-feiras, no horário entre 9 e 12 horas. É considerado um ponto próprio aquele em que o número de coliformes termotolerantes não ultrapassam 1000 para cada 100 mL de água nas últimas cinco coletas.

Em Fortaleza, as coletas são realizadas semanalmente em 31 pontos, distribuídos em três setores:

Leste – Entre a praia do Caça e Pesca e do Farol; com 11 (onze) pontos de amostragem;

Centro – Entre a praia do Iate e a praia em frente à Indústria Naval do Ceará (Inace), nas imediações do número 100, da Av. Presidente Kennedy, com 10 (dez) pontos;

Oeste – Entre a praia do Marina Park Hotel, na Avenida Presidente Castelo Branco, Nº. 400, até a foz do rio Ceará, com 10 (dez) pontos.

Quanto às praias do litoral Leste e Oeste do Estado, as coletas são realizadas mensalmente abrangendo 34 pontos, distribuídos em dois setores:

Leste – Do município de Aquiraz até o município de Icapuí, com 17 pontos de amostragem;

Centro – Do município de Caucaia até o município de Barroquinha, com 17 pontos de amostragem.

Saiba mais

O Programa de Monitoramento Balneabilidade das Praias visa o monitoramento da qualidade da água das praias do Estado, atendendo às determinações das Resoluções Nº 274 de 2000 e Nº 357 de 2005, do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama). Trata-se de um instrumento da Semace para avaliar a evolução da qualidade das águas, em relação aos níveis estabelecidos para balneabilidade, de forma a assegurar as condições necessárias à recreação de contato primário.

A atualização do boletim de balneabilidade pode ser acompanhada semanalmente no site www.semace.ce.gov.br.

03.11.2011

Assessoria de Comunicação da Semace

Ana Luzia Brito (comunicacao@semace.ce.gov.br)/85 3101.5554-8653.8337)
Twitter: @semace
Facebook: semace.gov