Unidades prisionais são capacitadas na prevenção das DST/Aids

3 de novembro de 2011

A Coordenadoria de Promoção e Proteção a Saúde, através do Núcleo de Prevenção e Controle de Doenças da Secretaria da Saúde do Ceará, em parceria com o Centro de Educação Permanente em Vigilância da Saúde da Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE), promoverá, nos dias 3 e 4 de novembro, o Módulo I do curso Capacitação em Abordagem Sindrômica e Aconselhamento em DST/HIV/Aids para Atenção Básica. As atividades acontecerão na sala Zélia Rouquayrol, na sede da ESP-CE, na Avenida Antônio Justa, 3161, no bairro Meireles.

 

O curso tem o objetivo de capacitar profissionais da rede de atenção primária da saúde em Unidades Prisionais quanto ao manejo e aconselhamento em casos de doenças sexualmente transmissíveis e Aids através da Abordagem Sindrômica. O Módulo II do curso está agendado para os dias 10 e 11 de novembro.

 

Controle

 

Uma das estratégias para o controle das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST recomendada pela Organização Mundial de Saúde é realização do manejo de casos de DST por meio do enfoque sindrômico . Seu objetivo é melhorar o acesso dos serviços de saúde ao diagnóstico e tratamento adequado das DST logo no primeiro atendimento, por meio da identificação de síndromes e uso de fluxogramas previamente desenhados para esse fim.

 

No Brasil, a Abordagem Sindrômica de DST foi instituída em 1993 e objetiva identificar uma ou mais síndromes no portador de sintomas e/ou sinais compatíveis com DST, para então, conduzir cada caso de forma adequada.

 

Apesar de parecer de fácil aplicação, essa abordagem não inclui somente o tratamento do portador da DST, mas a realização de um conjunto de ações complementares, como o aconselhamento, comunicação de parceiros e oferta sorológica de exames de sífilis, HIV e hepatites B e C.

 

Seu êxito depende especialmente de profissionais capacitados nesse tipo de manejo de casos, que em razão da sua peculiaridade, exige habilidades essenciais de como lidar com as situações, resguardando os princípios do respeito, sigilo e a confidencialidade das informações.

 

O objetivo é promover serviços de saúde com melhor resolutividade, disponibilizando medicamentos para o tratamento oportuno das DST, com a consequente redução no tempo de evolução das doenças e de suas complicações, o que indiretamente fará com que o risco de transmissão e aquisição do HIV diminuam.

 

Diante da necessidade de capacitação de profissionais da rede de atenção primária da saúde do Ceará no manejo adequado de casos de DST, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) e a ESP-CE promoverão essa capacitação. No decorrer do curso, será utilizado o “Manual de Controle e Doenças Sexualmente Transmissíveis”, elaborado pela Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde e o “Guia para a Formação de Profissionais de Saúde e Educação, elaborado pelo Ministério da Saúde (2007).

 

03.11.2011

 

Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP-CE

Marcos Saudade / Jair Melo

Twitter: twitter.com/espce

Fone/Fax: (85) 3101.1412 / 3101.1400