Profissionais da saúde se preparam para prevenir osteoporose e quedas em idosos

4 de novembro de 2011

A promoção da saúde da pessoa idosa está na pauta do III Seminário de Prevenção de Osteoporose, Quedas e Fraturas em Idosos que a Secretaria da Saúde do Estado realiza nesta segunda (07) e terça-feira (08), das 8 às 17 horas, no Mareiro Hotel (Avenida Beira Mar, 2380 – Meireles). O Seminário reunirá 330 profissionais da Atenção Básica à Saúde, dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF), do Programa de Atendimento Domiciliar dos hospitais da Capital e do Interior, Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa e os coordenadores das 21 Coordenadorias Regionais de Saúde do Estado (CRES) nos debates sobre a prevenção da osteoporose e a epidemiologia das quedas e fraturas em idosos.

A osteoporose faz parte do processo natural de envelhecimento e caracteriza-se pela diminuição substancial da massa óssea que provoca ossos ocos, finos e de extrema sensibilidade, mais sujeitos à fraturas. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), no mundo, 13% a 18% das mulheres e 3% a 6% dos homens, acima de 50 anos, sofrem com a osteoporose. No Brasil, o número de pessoas que possuem a doença chega a 10 milhões. Em 2010 o Sistema Único de Saúde (SUS) gastou aproximadamente R$ 81 milhões na atenção ao paciente portador de osteoporose e vítima de quedas e fraturas. A meta do Governo Federal é reduzir em 2% ao ano, a taxa de internação hospitalar por fratura de fêmur em pessoas idosas. Em 2010 foram internados 74 mil brasileiros na rede pública por fratura de fêmur.

No Ceará existem 641 mil idosos com idade acima de 65 anos, segundo o IBGE, o que representa 7,6% da população. No âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), a Política de Atenção ao Idoso busca garantir atenção integral à Saúde da população idosa, enfatizando o envelhecimento saudável e ativo e fortalecendo o protagonismo das pessoas idosas. São diretrizes para a atenção integral à saúde do idoso a promoção do envelhecimento ativo e saudável; a manutenção e reabilitação da capacidade funcional; e o apoio ao desenvolvimento de cuidados informa.

 

Programação

7 de novembro de 2011

8h – Credenciamento

8h30min – Abertura

9h – Políticas públicas de atenção à pessoa idosa: ações do Ministério da Saúde

10h – Mesa redonda
Estratégias de intervenção na prevenção de osteoporose
Avaliação global do idoso
Intervenção farmacológica
Atividade física

12h – Almoço

13h30min – Impacto das violências e causas externas na epidemiologia das quedas e fraturas em idosos no Ceará

14h30min – Experiência exitosa

15h – Déficits sensoriais e seu impacto sobre a funcionalidade
Visão: olhar Brasil
Audição: reabilitação auditiva e vestibular

16h – Gerontomotricidade

17h – Avaliação do dia do trabalho

8 de novembro de 2011

8h – Medida de Independência Funcional – MIF
Conceito
Como aplicar na rotina do serviço

9h – Quedas e fraturas em idosos
Marcador de fragilidade, institucionalização e declínio da saúde do idoso

10h30min – Experiência exitosa

11h – Planejamento ambiental
Casa segura

12h – Almoço

13h30min – Aspectos psicológicos do idoso caidor: auto-eficácia, resiliência e qualidade de vida

15h – Reabilitação interdisciplinar: o papel do Nasf para a saúde do idoso
Fisioterapia
Terapia ocupacional
Nutrição

16h30min – Avaliação do dia de trabalho

17h – Encerramento

 

04.11.2011

Assessoria de Imprensa da Sesa

Selma Oliveira (selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220)