Ceará registra 6.250 novos empregos, em outubro

18 de novembro de 2011

O Ceará foi responsável pela geração de 6.250 novos postos de trabalho, em outubro, equivalente à elevação de 0,58% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior, ultrapassando 1.007 milhão de empregos celetistas. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), divulgados hoje (18/11), pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

 

O desempenho foi proveniente da expansão do emprego principalmente nos setores de serviços (2.099), comércio (1.558), construção civil (856), indústria de transformação (848) e agropecuária (811).

 

“Percebemos que uma demanda bem favorável da geração de postos de trabalho no setor terciário da economia, que envolve tanto o comércio, como o setor de serviços, cuja geração de oportunidades nesses segmentos está bem semelhante a registrada no ano passado, período de forte crescimento da economia e da geração de postos de trabalho”, observa o presidente do Instituto de Desenvolvimento do trabalho (IDT), Francisco de Assis Diniz.

 

Essa realidade aponta que apesar do indicativo de menor ritmo de expansão da economia, em 2011, a demanda do consumo interno ainda vem repercutindo positivamente na geração de oportunidades de trabalho, como no caso do comércio varejista, no acesso aos serviços ligados à saúde, educação e locação e manutenção de imóveis, por exemplo.

 

Na série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, nos primeiros dez meses do ano, houve acréscimo de 56.627 postos.

 

18.11.2011

 

Assessoria de Comunicação do IDT

Ana Clara Braga (85 3101.5500 / anaclara@idt.org.br)