Agentes de endemias são preparados para combate ao Aedes Aegypti

22 de novembro de 2011

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) segue com as ações de preparação dos municípios para o combate à dengue, principalmente no período de chuva, que tradicionalmente no Ceará vai de fevereiro a maio. O Núcleo de Controle de Vetores da Coordenadoria de Promoção e Proteção à Saúde da Sesa vai treinar 180 agentes de endemias dos nove municípios da Coordenadoria Regional de Saúde (CRES) de Brejo Santo. O treinamento com duas turmas do Curso de Atualização para Agentes de Endemias do Programa de Controle da Dengue, no período de  22 de novembro a 25 de novembro, e de 29 de novembro a 2 de dezembro.

 

Os agentes de endemias são trabalhadores dos municípios responsáveis pelo trabalho de campo no combate aos focos do Aedes aegypti, mosquito transmissor da doença. Com os cursos, eles receberão treinamento sobre os métodos de controle do vetor e operacionalização das ações de campo, terão noções de entomologia e conhecerão aspectos epidemiológicos da dengue.

 

A 19ª Coordenadoria Regional de Saúde, que tem quatro municípios incluídos no incentivo que será repassado pelo Ministério da Saúde para ampliação das ações contra a dengue. Para receber o incentivo, Barro, Brejo Santo, Mauriti e Porteiras estão entre os 51 municípios cearenses que deverão apresentar até o dia 25 de novembro seus planos de contingência ao Ministério. Entre outras ações, os municípios devem garantir a manutenção de número adequado de agentes de controle de endemias, de acordo com o parâmetro de 1 agente para cada mil imóveis nas atividades de visitas domiciliares, realização de 80% das visitas domiciliares em pelo menos quatro ciclos bimestrais de trabalho e de pelo menos três Levantamentos Rápidos de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), em janeiro, março e outubro. O NUVET já agendou para a segunda semana de dezembro curso de LIRAa para os municípios.

 

Os 51 municípios foram definidos a partir do tamanho da população, localização em áreas endêmicas de dengue, com notificação acima de 300 casos da doença por 100.000 habitantes em pelos menos um dos anos no período de 2007 a 2011. Juntos, os 51 municípios receberão R$ 5,1 milhão do Ministério da Saúde para intensificar as medidas de prevenção e controle da dengue. Além desses recursos, o Governo do Estado investiu R$ 300 mil na aquisição de 100 máquinas portáteis para aplicação de inseticida contra o mosquito transmissor. As máquinas costais serão liberadas para as Coordenadorias Regionais de Saúde,  atendendo as necessidades de todos os municípios cearenses.

 

22.11.2011

Assessoria de Comunicação da Sesa

Selma Oliveira ( selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220)