Cirurgia rara será realizada no HGF nesta sexta-feira (25)

24 de novembro de 2011

Um tumor no ouvido que, mesmo sendo benigno, está localizado numa região delicada: no ápice petroso, o limite entre o ouvido e o cérebro. Uma situação rara que exige muita atenção da equipe médica. Aloísio Moreira, 51 anos, natural de Maranguape, desenvolveu um tumor no ouvido que resultou em duas cirurgias em 1990 e 1994. De sete anos pra cá, o problema voltou. Um novo tumor ocasionava dores no ouvido e perda auditiva crescente. Foi quando o chefe do serviço de Otorrinolaringologia do HGF, o médico Deodato Diógenes, fez um novo diagnóstico: o tumor estava localizado no ápice petroso. A indicação era uma terceira cirurgia, desta vez, mais delicada por conta da localização do tumor. Um procedimento até então nunca realizado no HGF. O caso foi apresentado ao médico otorrino do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, Oswaldo Laércio Mendonça, que já realizou cirurgias semelhantes e se disponibilizou a coordenar o procedimento cirúrgico em seu Aloísio.

A cirurgia está marcada para esta sexta-feira (25), a partir das 8 horas. O médico Oswaldo Laércio Mendonça vai contar com o apoio de uma equipe médica de otorrinos e neurocirurgiões do HGF. O acesso ao tumor deverá ser feito através do labirinto(acesso translabiríntico), com uma incisão atrás da orelha. Com esse método, a equipe médica evita a abertura do crânio do paciente, minimizando os riscos da cirurgia.

Para seu Aloísio, as expectativas são as melhores. “Eu confio muito no dr. Deodato e no dr. Laércio e tenho muita esperança de que vai dar tudo certo” – disse confiante o paciente, que já se encontra internado no leito 517-1, no quinto andar do prédio eletivo. A cirurgia será acompanhada por vídeo por todos os médicos residentes da Otorrinolaringologia do HGF.

Oswaldo Laércio Mendonça

Oswaldo Laércio Mendonça tem graduação em Medicina pela Escola Paulista de Medicina (1975), doutorado em Medicina pela Universidade de São Paulo (1986) e Livre Docência em Otorrinolaringologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Atualmente, é professor afiliado da Universidade Federal de São Paulo, membro do corpo editorial da Revista Brasileira de Otorrinolaringologia e Otology & Neurotology. Tem experiência na área de Otologia e Cirurgia da Base do Crânio, atuando principalmente nos seguintes temas: otite crônica, perda auditiva, nervo facial e tumores do osso temporal.

 

24.11.2011

Assessoria de Comunicação HGF

Paulo Sérgio / Gilda Barroso (85 3101.7086)