Ampliação do aterro sanitário metropolitano é apresentada em audiência pública

1 de dezembro de 2011

O Aterro Sanitário Metropolitano de Caucaia (Asmoc), o qual recebe os resíduos sólidos desse município e de Fortaleza, está pleiteando licenciamento ambiental junto à Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) para sua ampliação. O Estudo de Impacto Ambiental e seu respectivo relatório (EIA-Rima) já foi entregue na autarquia, a qual realiza audiência pública na próxima sexta-feira (2), às 9 horas, na Escola Maria Luiza Vale Forte, rua Célio Cândido S/N, no bairro Carrapicho (Caucaia) para a apresentação do projeto de responsabilidade da Ecofor Ambiental S/A.

 

De acordo com o EIA-Rima, o aterro recebe diariamente cerca de 4.200 toneladas de resíduos, os quais são despejados por 280 veículos coletores durante os três turnos. A atividade intensa do local tem diminuído sua vida útil, que é estimada em mais quatro anos. A ampliação é prevista para uma área de células de lixo de 73,36 hectares dentro de uma área total de 101,70 hectares, localizada na Fazenda Carrapicho. O projeto está sendo concebido para atender a demanda das duas cidades por período mínimo de 16 anos e 8 meses.

 

Durante a audiência pública, técnicos da Semace avaliam o projeto e as colocações propostas pelas comunidades presentes. As observações são levadas em consideração para fins de análise e finalização de condicionantes do parecer técnico do órgão ambiental. Após esta etapa, o empreendimento será novamente apresentado no Conselho Estadual de Meio Ambiente (Coema), juntamente com o parecer da Semace. Os representantes do colegiado são responsáveis pela aprovação ou não da licença ambiental para o aterro.

 

Mais informações sobre o projeto da ampliação do Asmoc podem ser encontradas no Rima disponibilizado para consulta no calendário de audiências do site da Superintendência.

 

01.12.2011

Assessoria de Comunicação da Semace

Luanna Patrícia (comunicacao@semace.ce.gov.br / 85 3101.5554)

Twitter:@semace

Facebook:semace.gov