DER investe em tecnologias para melhoria da qualidade das rodovias cearenses

2 de dezembro de 2011

Na busca pela qualidade da malha viária cearense o Departamento Estadual de Rodovia (DER) está investindo em tecnologias pioneiras no Estado. Para isso, está utilizando equipamentos que avaliam profundamente a qualidade do pavimento, desde sua composição até o seu grau de conforto para os usuários. Exemplo disso é a máquina que mede a temperatura de pista de forma a avaliar a superfície do pavimento sem precisar retirar amostras do asfalto. A outra é o uso de equipamento a laser para medir o grau de rugosidade do asfalto de forma a corrigi-lo e proporcionar a condução do veículo mais confortável. Ambas tecnologias já são aprovadas mundialmente.

 

A rodovia CE-060 no trecho entre Fortaleza e Juazeiro do Norte é a primeira beneficiada pelos serviços da máquina Medidora de Reflectométrica de Pavimento (FWD) que analisa o pavimento a partir da sua base sem a necessidade de quebrar o asfalto para a retirada de amostras. O FWD, da sigla em inglês Falling Weight Deflectometer, mede a temperatura da pista e, a partir dessa análise, avalia sua estrutura da base até a superfície identificando problemas estruturais da pavimentação. Esse método economiza tempo na avaliação do material, proporcionando uma implementação mais rápida e precisa do asfalto, aumentando sua vida útil.

 

A outra é o uso de equipamento a laser Perfilômetro – para medir o grau de rugosidade do asfalto de forma a corrigi-lo e proporcionar a condução do veículo mais confortável. O Perfilômetro analisa as irregularidades do pavimento utilizando o raio laser. O aparelho fica acoplado à traseira de um veículo, emitindo um raio laser que analisa o grau de rugosidade do pavimento de forma a detectar imperfeições e o nível de trepidação provocado pelo pavimento. Cerca de 2.500 km de rodovias estaduais já passaram pela análise do equipamento. O nível de irregularidade da pista, que causa as trepidações do veículo nas estradas, é um dos fatores de avaliação das boas qualidade da via, explicou Carlos Cunha, Diretor Comercial da Engevias.

 

Reciclagem de asfalto

 

Desde agosto passado o DER está utilizando de forma pioneira no Estado – máquinas recicladoras de asfalto nos serviços do Programa de Restauração das Rodovias do Ceará (Proestradas). O equipamento retira o asfalto velho, tritura-o e o devolve para a mesma via como base para a nova pavimentação, depois de umedecido e compactado para receber a capa asfáltica. O processo demora apenas 40 minutos a cada 100 metros. Com o método tradicional, que usa uma máquina para cada etapa (retirada, correção do solo, compactação e preparação da base) seriam necessárias pelo menos três horas para a mesma extensão de área, para depois receber a camada asfáltica.

 

Saiba mais:

-Os 2.500 km que já foram submetidos à analise pelo Perfilômetro correspondem a 1/3 da malha viária cearense.

 

-Nos próximos meses, o trecho da CE-060 entre Juazeiro do Norte e Barbalha será alvo da máquina FWD.

 

– Em novembro, o DER esteve à frente do III Seminário de Gestão Rodoviária, que contou com representantes de DERs de vários estados do País, entre outros profissionais do ramo.

 

02.12.2011

Assessoria de Imprensa do DER

Joslen Hebster (joslenh@gmail.com / 85 3101.5813)