Oficina prepara municípios para controle do Aedes aegypti

6 de dezembro de 2011

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) vai capacitar equipes de 26 municípios para utilização do Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), exigência do Ministério da Saúde para a manutenção do incentivo financeiro às medidas de prevenção e controle da dengue. Nesta quarta (07) e quinta-feira (07) supervisores de campo e digitadores dos 26 municípios, além de técnicos de endemias de 19 Coordenadorias Regionais de Saúde (CRES) participam, em duas turmas, da oficina de capacitação para utilização do LIRAa que o Núcleo de Controle de Vetores da Sesa. A oficina acontece na Sala de Informática da Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE), das 8h30min às 17 horas.

O incentivo do Ministério da Saúde é de R$ 5,1 milhões, destinados a 51 municípios cearenses. O valor correspondente a 20% do Piso Fixo de Vigilância e Promoção da Saúde que os municípios já recebem. Para receber o incentivo, os municípios tiveram que elaborar, aprovar e enviar ao Ministério da Saúde o plano de contingência com o detalhamento das ações a serem desenvolvidas. No plano de contingência o município garante a manutenção de número adequado de agentes de controle de endemias, realização de 80% das visitas domiciliares em pelo menos quatro ciclos bimestrais de trabalho e de pelo menos três Levantamentos Rápidos de Infestação por Aedes aegypti, em janeiro, março e outubro.

Para a utilização do LIRAa, 38 dos 51 municípios que receberam o incentivo já estão capacitados. Para outros 13 municípios, a utilização do LIRAa não se aplica por não contarem o mínimo de 8.100 imóveis para garantir a segurança do levantamento. O LIRAa identifica os criadouros predominantes e a situação de infestação do município e permite o direcionamento das ações de controle para as áreas mais críticas. Os municípios participantes da oficina são Acaraú, Aracati, Barbalha, Baturité, Brejo Santo, Camocim, Canindé, Crateús, Guaiúba, Icó, Iguatu, Itapipoca, Limoeiro do Norte, Maranguape, Massapê, Mauriti, Morada Nova, Novo Oriente, Pacatuba, Parambu, Quixadá, Quixeramobim, Russas, Tauá, Tejuçuoca e Tianguá.

O incentivo financeiro faz parte das ações estratégicas do Ministério da Saúde para o enfrentamento da dengue no início de 2012 e deverá contemplar pelo menos 989 municípios de todo o país, abrangendo uma população de mais de 100 milhões de habitantes e envolvendo um total de R$ 90 milhões. No Ceará, a população dos 51 municípios que receberão o incentivo soma 5.688.362 habitantes, 67,3% da população do Estado. Na seleção dos municípios, o Ministério da Saúde incluiu as capitais de estados, regiões metropolitanas de capitais com registros de casos autóctones de dengue, municípios com áreas endêmicas de dengue com população igual ou superior a 50 mil habitantes e municípios com população inferior a 50 mil habitantes com notificação acima de 300 casos por 100 mil habitantes em pelo menos um ano no período de 2007 a 2011.

 

12.06.2011

Assessoria de Imprensa da Sesa

Selma Oliveira ( selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220)