Balanço aponta 70% da orla de Fortaleza própria para banho em 2011

1 de Fevereiro de 2012

Durante o ano de 2011, a Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) emitiu 52 boletins de balneabilidade da orla de Fortaleza, baseados em análises semanais dos 31 pontos monitorados pela sua Gerência de Análise de Monitoramento (Geamo). Um balanço dos resultados obtidos por todos os laudos gerados em 2011 constatou que 70% desses pontos se mantiveram próprios para banho, média 7,58% maior que em 2009 e 4,95% menor que em 2010.

 

Os pontos de amostragem da Semace na Capital são divididos em três setores: Leste, que vai do Caça e Pesca até o Farol; Centro, começando no Iate Clube e indo até a Indústria Naval do Ceará (Inace); e Oeste, o qual abrange desde o Marina’s Park Hotel até a Barra do Ceará. No primeiro semestre de 2011, as análises mostraram que 55% dos pontos monitorados no setor Leste estiveram próprios para banho, enquanto o setor Centro atingiu a marca de 50% e o Oeste 10%. Já no segundo período do ano (de julho a agosto), com a ausência de chuvas que podem interferir na balneabilidade, as condições das praias apresentaram uma melhora significativa, ficando os dois primeiros setores com 100% dos seus pontos próprios e o terceiro com 50%.

 

O procedimento de monitoramento é feito através de amostras coletadas às segundas-feiras, no horário entre 9 horas e 12 horas. É considerado próprio aquele ponto cujo número de coliformes termotolerantes não ultrapassam 1000 para cada 100 mL de água nas últimas cinco coletas.

 

Fatores como condições climáticas, aumento da maré, presença de animais, disposição imprópria de resíduos sólidos e adensamento urbano nas proximidades das praias, podem interferir no resultado da balneabilidade. As águas são avaliadas nas categorias própria e imprópria, utilizando como parâmetro indicador básico a densidade de coliformes termotolerantes.

 

O trabalho realizado pela Geamo obedece às determinações das Resoluções Nº 274 de 2000 e Nº 357 de 2005, do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama). Para visualizar os boletins de balneabilidade das praias de Fortaleza, basta acessar o endereço: http://www.semace.ce.gov.br/licenciamento-ambiental/servicos-licenciamento-ambiental/boletim-de-balneabilidade/

 

Fontes poluidoras

Concomitante ao monitoramento dos 31 pontos de coleta no litoral fortalezense, também há o direcionado para suas fontes poluidoras. A Semace faz a caracterização físico-química e bacteriológica de 36 fontes pontuais de poluição, em atendimento ao Convênio de Cooperação Técnica N° 29/2010, firmado entre Semace e Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), tendo no ano de 2011 emitido 432 laudos referentes ao assunto. No total, foram analisados 3.456 parâmetros químicos e biológicos.

 

01.02.2012

 

Assessoria de Comunicação da Semace

Luanna Patrícia – 85 3101.5554

twitter:@semace

facebook:semace.gov

site: www.semace.ce.gov.br