Governador Cid Gomes visita obras do Metrô de Fortaleza

1 de Fevereiro de 2012

O governador Cid Gomes, acompanhado do ex-Ministro Ciro Gomes, visitou na tarde desta terça-feira (31) as obras da Linha Sul do Metrô de Fortaleza. Durante toda a tarde, a comitiva, formada também  pelo presidente do Metrofor e técnicos da obra, vistoriou as etapas que compõem a Linha Linha Sul: estações Chico da Silva e Benfica, viaduto da avenida Padre Cícero, estações Porangabussu, Parangaba, Mondubim, Alto Alegre e Raquel de Queiroz.
A comitiva visitou ainda a estação Virgílio Távora, onde seguiu dentro de um Veículo Leve sobre trilhos  (VLT) para as estações em Maracanaú. A visita foi finalizada no Centro de Manutenção, onde ficam todos os trens e composições do Metrô. Na inspeção, Cid pôde comprovar o avanço das obras e ver o andamento dos testes dinâmicos dos trens.

fotografia3

Linha Sul
A obra está recebendo um investimento total de R$ 1,705 bilhão. A previsão é que neste ano de 2012 sejam iniciados os testes com passageiros. Em 2013, serão feitos os ajustes finais. A expectativa é transportar 350 mil passageiros por dia, com a integração plena com os terminais de ônibus.
Quatro trens já chegaram ao Ceará. Os demais, de um total de 16, vão chegar mês a mês Os trens fazem parte de um total de 20 que formarão dez composições de 80 metros, cada. Estão sendo executadas 18 novas estações: Carlito Benevides (antiga Vila das Flores); Jereissati; Maracanaú;
Virgílio Távora (antiga Novo Maracanaú); Rachel de Queiroz (antiga Pajuçara); Alto Alegre; Aracapé; Esperança (antiga Conjunto Esperança); Mondubim; Manoel Sátiro; Vila Pery; Parangaba; Couto Fernandes, Porangabussu; Benfica; São Benedito; José de Alencar (antiga Lagoinha); Central;   Chico da Silva (antiga João Felipe).
O Governo do Estado conseguiu a inclusão de mais duas estações no cronograma de obras: Juscelino Kubitschek e Padre Cícero. As duas estações já estavam previstas desde a concepção original da Linha Sul, mas com o Plano de Mobilidade Urbana gerado pela Copa do Mundo da Fifa em 2014, suas implantações foram antecipadas. Com isso, a Linha Sul do Metrô de Fortaleza, que liga Pacatuba ao Centro de Fortaleza, terá ao todo 20 estações.
A implantação do metrô de Fortaleza é considerada a maior obra estruturante da Capital. A expectativa é que o metrô solucione um dos grandes problemas da cidade, que é o ordenamento de seu trânsito. A necessidade de se aumentar a oferta de transporte público de qualidade em substituição aos carros de passeio tem sido um dos objetivos de governos para desafogar as vias e melhorar a   mobilidade urbana.
31.01.2012
Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil ( comunicacao@casacivil.ce.gov.br – 85 3466.4898)