Dilma Rousseff e Cid Gomes visitam obras da Transposição e Transnordestina

7 de Fevereiro de 2012

A presidenta Dilma Rousseff e o governador Cid Gomes visitam nestas quarta-feira (8)  quinta-feira (9) as obras da Transposição do Rio São Francisco e da Ferrovia Transnordestina. A visita começa pela manhã em Floresta (PE), onde haverá uma exposição sobre o andamento das obras da Transposição e seguem para Cabrobó (PE), onde está prevista uma coletiva com a imprensa. Em seguida, é a vez de Mauriti (CE) , na Região do Cariri,  receber a comitiva.

 

No fim da tarde, a Presidenta se reunirá com os governadores do Ceará, de Pernambuco (Eduardo Campos) e do Piauí (Wilson Martins), no Hotel Verdes Vales, em Juazeiro do Norte. Na quinta-feira (9), Cid Gomes acompanhará Dilma Rousseff à visita às obras da Transnordestina, em Missão Velha (PE).

 

A Transnordestina é uma ferrovia que liga os portos de Pecém (CE) e Suape (PE) ao cerrado do Piauí, no município de Eliseu Martins, um total de 1.728 km. O objetivo é elevar a competitividade da produção agrícola e mineral da região com uma moderna logística que une uma ferrovia de alto desempenho e portos de calado profundo que podem receber navios de grande porte. No território cearense os serviços foram divididos em três trechos: Missão Velha-Acopiara (183 km ; Piquet Carneiro-Quixadá (179,2 km); e Itapiúna-Porto do Pecém (164,3 km), totalizando 526,5 km de ferrovia.

 

A implantação da Ferrovia Transnordestina prevê um investimento de R$ 6,5 bilhões. A construção da ferrovia permitirá a integração da estrutura produtiva do Nordeste com as demais regiões brasileiras a partir da união de três pontos do sistema ferroviário do Nordeste – Missão Velha (CE), Salgueiro (PE) e Petrolina (PE).

 

A Transposição do Rio São Francisco é um empreendimento do Governo Federal, sob responsabilidade do Ministério da Integração Nacional – MI. A obra prevê a construção de mais de 600 quilômetros de canais de concreto em dois grandes eixos (norte e leste) ao longo do território de quatro estados (Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte) para o desvio das águas do rio.  Cerca d 12 milhões de pessoas deverão ser beneficiadas.

 

O projeto prevê a retirada de 26,4m³/s de água (1,4% da vazão da barragem de Sobradinho) que será destinada ao consumo da população urbana de 390 municípios do Ceará, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte através das bacias de Terra Nova, Brígida Pajeú, Moxotó, Bacias do Agreste em Pernambuco, Jaguaribe, Metropolitanas no Ceará, Apodi, Piranhas-Açu no rio Grande do Norte, Paraíba e Piranhas na Paraíba.

 

07.02.2012

 

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado

Casa Civil

comunicacao@casacivil.ce.gov.br – 85 3466.4898