Obras da Transnordestina são vistoriadas por Dilma Rousseff e Cid Gomes

9 de Fevereiro de 2012

Um dia depois de terem vistoriado as obras da Transposição do Rio São Francisco, a presidenta Dilma Rousseff e o governador Cid Gomes visitaram nesta quinta-feira (09) as obras de construção da Ferrovia Transnordestina. Acompanhados ainda dos governadores Eduardo Campos (PE) e Wilson Martins (PI), eles acompanharam as obras em Parnamirim, São José do Belmonte e Salgueiro, todas no interior pernambucano, e cumprimentaram os operários.

 

A Transnordestina é uma ferrovia que liga os portos de Pecém (CE) e Suape (PE) ao cerrado do Piauí, no município de Eliseu Martins, um total de 1.728 km. A Ferrovia é um dos principais projetos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e tem como objetivo potencializar o transporte de cargas no Nordeste. 

gov_dentro2

Serão construídos 1.728 km de trilhos, dos quais 852 km estão em obras. O investimento total soma R$ 5,4 bilhões, sendo que R$ 3 bilhões já foram executados. De acordo com o Ministério dos Transportes, as obras são compostas por 11 lotes e 25 frentes de trabalho. Atualmente, cerca de 10 mil trabalhadores estão envolvidos no projeto. A previsão é que a Ferrovia Transnordestina esteja concluída em dezembro de 2014, impulsionando o transporte de cargas na região Nordeste.

 

 

Ainda na última quarta-feira (08), após a visita às obras da Tranposição, a presidenta Dilma Rousseff fez uma reunião de avaliação dos andamento das 

Roberto Stuckert/PR

obras.  O governador Cid Gomes destacou que o encontro foi necessário para que se conhecesse in loco as demandas de cada trecho em obras.  “É a partir desse trabalho, em campo mesmo, que você tem um projeto executivo. Esse projeto executivo está sendo concluído. O ministro (Fernando Bezerra) colocou a situação real de cada um dos contratos. Os dois ramais, o norte que vem aqui para o Ceará, e o leste, que vai pra Campina Grande (PB), são divididos em 14 trechos. 

Desses, boa parte está funcionando, uma parte vai ter que ser licitada pela primeira vez, e uma outra parte vai ter que ser relicitada”, resumiu o Governador.

A Transposição do Rio São Francisco é um empreendimento do Governo Federal, sob responsabilidade do Ministério da Integração Nacional – MI. A obra prevê a construção de mais de 600 quilômetros de canais de concreto em dois grandes eixos (norte e leste) ao longo do território de quatro estados (Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte) para o desvio das águas do rio.  Cerca de 12 milhões de 

fotografia4

pessoas deverão ser beneficiadas.

 

O projeto prevê a retirada de 26,4m³/s de água (1,4% da vazão da barragem de Sobradinho) que será destinada ao consumo da população urbana de 390 municípios do Ceará, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte através das bacias de Terra Nova, Brígida Pajeú, Moxotó, Bacias do Agreste em Pernambuco, Jaguaribe, Metropolitanas no Ceará, Apodi, Piranhas-Açu no Rio Grande do Norte, Paraíba e Piranhas na Paraíba.

 

 

 

09.02.2012

 

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado

Casa Civil

comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3466.4898