Tesouros Vivos da Cultura: Diplomação acontece nesta sexta-feira (10)

9 de Fevereiro de 2012

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) realiza nesta sexta-feira (10), às 9 horas, na Casa Juvenal Galeno a solenidade de diplomação dos agraciados no Edital Tesouros Vivos. Os nomes foram homologados pelo Conselho Estadual do Patrimônio-COEPA, na 1ª Reunião Ordinária de 2012. Na modalidade Tesouro Vivo- Mestres: Tesouro Vivo Município Atividade Desenvolvida foram escolhidos o artesão e escultor Deoclécio Soares Diniz Canindé Artesão/escultor e a rendeira Raimunda Lúcia Lopes. Já na modalidade Tesouro Vivo-Grupo foram escolhidos os grupos Incelenças da Comunidade do Sítio Cabaceiras do município da região do Cariri e o grupo Pastoril Nossa Senhora de Fátima do município de Maracanaú.

 

Deoclécio Soares Diniz é mais conhecido por “Seu Bibi” ou “Mestre Bibi” ou ainda “Bibi Santeiro”, escultor que ganhou fama produzindo imagens sacras reproduzidas em grandes tamanhos. Seu primeiro trabalho foi uma estatueta de Nossa Senhora do Perpetuo Socorro que ainda se encontra na matriz de Massapê.

 

Raimunda Lúcia Lopes é conhecida popularmente, na localidade de Timbaúba, onde reside, por Dona Raimundinha. Residiu em Fortaleza, em São Paulo, trabalhando como bordadeira e costureira o que deu condições para que ela entendesse o processo mercadológico do produto artesanal, ao produzir e vender peças produzidas por ela ou por familiares. Sua dedicação ao trabalho com rendas de bilro, ou de almofada, a levou a condição de Coordenadora da Associação das Produtoras Rurais de Artesanato de Timbaúba (Agrupart).

 

O grupo Incelenças existe no Sítio Cabaceiras, zona rural de Barbalha, há mais de 50 anos. É composto por 17 mulheres e uma criança vestida de “anjinho”. As integrantes são convidadas para, por meio dos cantos de benditos, encomendarem as almas em velórios. Comparecem fazendo, quase sempre, companhia aos grupos de Penitentes da região. Pastoril Nossa Senhora de Fátima é tradição cultural religiosa trazida pelos colonizadores, reminiscências do teatro religioso medieval, o Pastoril, vem sendo mantido, enquanto manifestação popular, como atividade principal do Grupo Nossa Senhora de Fátima, iniciado por Rita Gomes da Costa nos idos de 1946.

 

09.02.2012

Assessoria de Comunicação da Seplag

Sonara Capaverde (sonara.capaverde@secult.ce.gov.br / 85 3101.6759)