Valorização do turismo no Litoral Oeste é discutido nesta terça-feira (14)

14 de Fevereiro de 2012

Representantes de 12 municípios que receberão intervenções urbanas selecionadas para o Programa de Valorização da Infraestrutura Turística do Litoral Oeste se reúnem nesta terça-feira (14), às 15 horas, com o secretário do Turismo Biscarmck Maia. Durante o encontro serão discutidos os ajustes e detalhes da execução do Projeto. O Programa é uma parceria do Governo do Estado, por meio da Secretaria do Turismo (Setur), com o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF).

 

O Programa de Valorização da Infraestrutura Turística visa melhorar a ambiência nas comunidades litorâneas, potencializando a atratividade turística desses locais. Além de melhorias estruturais, o Projeto contempla a qualificação profissional e empresarial, zoneamento e proteção de recursos naturais, ações de financiamento e estruturação de arranjos produtivos locais (APL) e recuperação de patrimônio histórico. Os municípios contemplados são Fortaleza (CE 085), São Gonçalo do Amarante, Paracuru, Paraipaba, Trairi, Itapipoca, Amontada, Itarema, Acaraú, Cruz, Jijoca de Jericoacoara, Camocim e Barroquinha.

 

No âmbito estrutural estão previstas 17 intervenções nos 12 municípios, que incluem a duplicação da CE 085 no trecho Fortaleza – Paracuru (já em licitação); construção do Aeroporto Internacional do Polo de Jericoacoara, em Cruz; e saneamento básico de comunidades praianas.

 

Segundo o secretário do Turismo, Bismarck Maia, os projetos já estão prontos para licitação. “Restam, somente, ajustes finais para que depois dos trâmites legais, os valores sejam liberados, no início do segundo semestre de 2012. Falta apenas o ‘OK’ para os projetos de execução; checar a parte técnica e verificar a interseção das intervenções com as comunidades”, explicou o secretário.  Ainda segundo o gestor da pasta, as obras já podem ser inciadas e depois de firmado o contrato, o CAF reembolsa o Estado.

 

Parceria

 

Dividida em quatro componentes – Desenvolvimento Social e Turístico Sustentável; Urbanização, implantação e ampliação de saneamento básico; Infraestrutura turística e Gestão do Programa – a parceria com a CAF totaliza investimentos de US$ 160 milhões, sendo US$ 47 milhões de contrapartida do Governo do Estado.

 

Essas intervenções foram amplamente discutidas com os gestores públicos (prefeitos e secretários municipais), e com representantes de organizações e da população, em reuniões técnicas e em Consultas Participativas, atendendo o padrão exigido pela CAF, que é semelhante ao do BID e de outros organismos de crédito internacionais. Uma missão oficial da instituição, em janeiro, validou a necessidade dos projetos apresentados.

 

14.03.2012

Assessoria de Imprensa da Setur

Carmen Inês (carmeninesm@hotmail.com / 85 3101.4661)