Ceará foi o estado que mais gerou emprego em fevereiro no N/NE

16 de Março de 2012

O Ceará foi o estado do Norte e Nordeste que mais gerou vagas, em números absolutos, no mercado do trabalho no mês de fevereiro. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, divulgados nesta sexta-feira (16). No total, foram gerados 3.667 empregos formais, o que representa 0,35% a mais em relação ao mês anterior. Os setores que apresentaram o maior número de contratação foi o de Serviços (3.022 postos) e da Construção Civil (1.926), cujos saldos superaram a queda na Agropecuária (-905 postos) e Indústria de Transformação (-641).

 

De acordo com a Caged, esse resultado foi o terceiro melhor de toda a série histórica do órgão para o período, sendo superado pelo ocorrido em 2011 (+ 5.793 postos) em  2010 (+ 5.700 postos). Nos últimos 12 meses, o Ceará registrou um crescimento de 5,18% no nível de emprego, com a criação de 51.251 postos de trabalho.

 

“O desempenho dos setores de serviços e construção civil puxou o desempenho da geração de empregos em fevereiro de 2012, resultado que foi amenizado pela agropecuária e a indústria. Este último setor vem sendo um dos mais atingidos na recente trajetória da economia nacional, o que diminuiu o ritmo de crescimento da geração de empregos em vários estados da federação, incluindo o Ceará. Mesmo diante da realidade, atingimos o melhor resultado do Norte/Nordeste na geração de empregos, com 3,6 mil empregos a mais,” afirma o presidente do IDT, De Assis Diniz. 

 

16.03.2012

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado

Casa Civil (comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3466.4898)