Porto do Pecém completa dez anos de operações

27 de Março de 2012

O Complexo Portuário do Pecém completa 10 anos de atividades nesta quarta-feira (28). No decorrer do período de suas operações, o porto cearense vem experimentando uma série de conquistas, sendo atualmente o terminal líder na exportação de frutas e calçados entre todos os portos brasileiros, de acordo com a pesquisa mensal divulgada pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio.

 

No ano passado o governador Cid Gomes inaugurou uma grande ampliação do complexo, em solenidade que contou com a presença da presidente Dilma Rousseff. Na oportunidade, foram entregues o Terminal de Múltiplo Uso (TMUT) e a correia transportadora, multiplicando a capacidade de operação do porto. Com a inauguração do TMUT, o Pecém passou a ter condições de
quintuplicar a movimentação de mercadorias, com capacidade para movimentar até 800 mil Teus (unidade de medida equivalente a um contêiner de 20 pés). Enquanto isso, a correia transportadora está contribuindo para agilizar o transporte de minério, com total segurança ambiental.

 

Em 2002, ano da sua inauguração, foram transportadas através do Porto do Pecém, 331 mil toneladas de mercadorias e no ano seguinte este número já dobrava, com 694 mil toneladas movimentadas. No ano passado esta movimentação atingiu 3,4 milhões de toneladas, o que comprova o crescimento vertiginoso experimentado pelo terminal portuário cearense, com previsão de elevação de 15% para o corrente ano.

 

Nova ampliação

 

A segunda fase da ampliação, que está aguardando a licença ambiental, chega para atender a demanda oriunda da siderúrgica que está em fase de instalação. Inicialmente, nessa segunda fase os recursos serão destinados à execução de uma nova ponte, com 1560 metros, com plataforma de 32 metros. Essa plataforma será bem maior do que a da primeira ponte, mais do que o dobro, porque sobre ela transitarão os veículos que transportarão as placas oriundas da siderúrgica, bem como toda tubovia da Petrobras.

 

Nessa segunda fase de ampliação será realizada também a execução de mais dois berços, na mesma linha contínua ao TMUT, para atender as demandas da siderúrgica no que concerne à exportação de placas além da engorda e pavimentação do quebra-mar existente. Nesta ampliação o Governo do Estado vai investir R$ 610 milhões. O prazo para conclusão das obras é de 30 meses após a assinatura da ordem de serviço, que será dada tão logo seja concedida a licença ambiental.

 

27.03.2012

Assessoria de Comunicação da Cearáportos

Joseoly Moreira (joseoly@gmail.com / 85 9983.2525)