Estudo do IPECE aponta número de relações homoafetivas no Ceará

20 de junho de 2012

No Brasil foram identificadas, oficialmente, mais de 60 mil pessoas responsáveis pelo domicílio tendo com cônjuge alguém do mesmo sexo. Dentre as cinco regiões, é o Sudeste que tem maior número, com 32,2 mil, seguido pelo Nordeste, com 12,1 mil. O Ceará está, em termos absolutos, na sexta posição no ranking dos estados, enquanto que, proporcionalmente, ocupa a quinta colocação. Em 51 dos 184 municípios cearenses não ocorreram declaração desse tipo de relação.

 

Os dados constam do Ipece/Informe (nº 35 – junho), que tem como título “A Composição das Famílias no Ceará – Identificação das Relações Homoafetivas”. O trabalho vai ser divulgado pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), órgão vinculado à Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) do Governo do Estado, nesta quinta-feira (21), às 10 horas, e pode ser acessado na página www.ipece.ce.gov.br.

 

O estudo, elaborado por Raquel Sales e Daniel Suliano, ambos da Diretoria de Estudos Sociais (DISOC) do IPECE, foi realizado com base no Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

20.06.2012

Assessoria de Imprensa do Ipece

Pádua Martins (padua.martins@ipece.ce.gov.br / 85 3101.3508)