Cagece detecta 1.261 fraudes de água de janeiro a maio de 2012

3 de julho de 2012

Equipes de campo da Cagece detectaram 1.261 fraudes em ligações de água no período de janeiro a maio de 2012 no Ceará. Para se chegar a este resultado, foram percorridos 1.439 quilômetros. Em Fortaleza, foram encontradas 338 ligações irregulares. Já entre as regiões do Interior do Estado, o maior número de ligações clandestinas, 268 fraudes, foi encontrada na região da Bacia do Alto Jaguaribe.

 

A Cagece esclarece à população que ligações clandestinas são o grande vilão para o fornecimento de água em bairros que sofrem atualmente com estes problemas como Potira, Quintino Cunha e Alagadiço Novo. Isto porque, quando um imóvel desvia água gera uma diminuição de pressão na rede. Além disso, uma ligação clandestina gera outros problemas operacionais que demandam investimento da Cagece que poderia ser direcionado para melhorias nos sistemas.

 

No período de janeiro a maio de 2012, em Fortaleza, por exemplo, a Companhia teve uma perda de 39.224.779 metros cúbicos de água distribuída entre perdas nos processos, por vazamento, submedições e fraudes. No último caso, as ligações clandestinas representam perto de 70% do volume perdido, ou seja, aproximadamente 27,8 milhões de metros cúbicos. Esse montante equivale ao abastecimento por cerca de cinco meses de consumo de cerca de 180 mil pessoas, considerando um per capita de 155 litros/dia.

 

03.07.2012

Assessoria de Imprensa da Cagece

Sabrina Lemos (sabrina.lemos@cagece.com.br 85 3101.1826 – 8878.8932)