“Siderúrgica no Ceará é irreversível”

17 de julho de 2012

“A Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) é um fato, não tem volta. Está em plena construção”. Com essas palavras do diretor-presidente da CSP, Marcos Chiorboli, deu-se início a construção do que, segundo o vice-presidente executivo sênior da Posco, Inhwan Chang, será a melhor usina siderúrgica do mundo. Durante a solenidade, que foi realizada nesta terça-feira (17), no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), foram cravadas as primeiras das 35 mil estacas que darão sustentação para a usina. “Esse é o maior contrato já assinado na história do Ceará. Serão US$ 4,5 bilhões só na parte de construção, gerando 17 mil empregos. E quando concluída, serão 16 mil empregos diretos e indiretos. A Siderúrgica vai mudar a história econômica do Ceará”, comemorou o governador Cid Gomes.

 

pecmdentro1Quando em funcionamento, a CSP trará aumento de 48% no PIB industrial no Estado. Na primeira fase, serão 3 milhões de toneladas de placas de aço fabricadas por ano, mas com infraestrutura adequada para ter essa quantidade dobrada. “Visitei muitos lugares no Brasil, mas nunca tinha visto lugar melhor para a construção da Usina do que aqui”, afirmou o presidente do Conselho de Administração da Vale, Aristides Corbellini. Segundo o diretor-executivo da Vale, José Carlos Martins, o sonho da construção da Siderúrgica passou por muitos governos, mas coube a Cid Gomes o privilégio de viabilizar esse projeto. “Isso é um sonho acalentado pelos cearenses, muitas lideranças antes de mim trabalharam, se emprenharam, no sentido de viabilizar um siderúrgica aqui no nosso Estado. Nós temos o privilégio de estarmos a frente do governo quando efetivamente este empreendimento se viabiliza. E vai ser um grande empreendimento. É a maior siderúrgica do Norte Nordeste do Brasil e isso terá repercussão profunda na nossa economia, comemorou Cid Gomes.

 

Aproximadamente 60% do terreno já foi terraplenado. Atualmente, só nesse processo, são 1.000 pessoas trabalhando, e 90% delas são cearenses e 40% dessas são do município de São Gonçalo do Amarante. “O que a Siderúrgica faz é induzir o processo de industrialização na área metal mecânica que com certeza vai atrair para o Estado centenas de milhares de empregos. Não só mais aqui no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), o Cariri, a Região Norte, a Ibiapaba, todo o Estado pode se desenvolver nesta área metal mecânica a partir do momento que a gente tem produzindo aqui o principal componente dessa indústria, que é o aço”, disse o Governador. Nos próximos anos, serão realizadas as obras civis dos galpões, edificações, vias internas e instalações diversas. A montagem e os testes dos equipamentos serão feitos em 2014 e 2015 e a usina entrará em operação em setembro de 2015.

 

pecmdentro2Segundo o CEO da Dongkuk, Sae-Joo Chang, a CSP produzirá o melhor aço do mundo. “É o sonho de milhares de cearenses. Um empreendimento que será fundamental no progresso do Ceará”, disse emocionado. Primeira usina siderúrgica integrada da região Nordeste, a CSP vai investir US$ 5,1 bilhões. Em 2012, o investimento será de US$ 600 milhões. Segundo Cid, “a gente já teve muitas frustrações com esta siderúrgica, ou com a luta por esta siderúrgica, mas agora é absolutamente irreversível, contrato assinado, as obras em execução. Não posso deixar de agradecer ao apoio permanente do ex-presidente Lula e da atual presidenta Dilma Rousseff, que nos apoiou mesmo quando ainda era ministra da Casa Civil e mesmo de Minas e Energia”.

 

A CSP vai encerrar o mês de julho com um total de  48.481 toneladas de material recebido, o equivalente a aproximadamente 35% do total previsto para o ano (139.120 toneladas). Além de estacas de concreto e de aço, serão transportados vergalhões e estruturas metálicas. Os outros 65% (90.639 toneladas) compõem os 16 carregamentos que devem chegar ao site até o fim de 2012.

 

Estiveram presentes o vice-governador Domingos Filho; os secretários do Planejamento e Gestão, Eduardo Diogo; da Infraestrutura Adail Fontenele; do Desenvolvimento Agrário Nelson Martins; o presidente da Cagece, Gotardo Gurgel; o Controlador Geral do Estado, João Melo, e mais prefeitos e autoridades locais e da Coreia do Sul.

 

17.07.2012

 

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado

Casa Civil

comunicacao@casacivil.ce.gov.br – 85 3466.4898