Saúde do trabalhador: abertas inscrições para Especialização

19 de julho de 2012

O Ceará dispõe de sete vagas para o Curso de Especialização em Epidemiologia em Saúde do Trabalhador, na modalidade à distância, que está sendo oferecido pelo Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia, em parceria com o Ministério da Saúde. O curso é destinado a servidores públicos federais, estaduais e municipais do SUS, com atuação dos Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerests), Vigilância em Saúde e Atenção Primária à Saúde. As inscrições estão abertas até 10 de agosto, exclusivamente pela internet, no portal do Instituto de Saúde Coletiva (www.isc.ufba.br).

 

Para se inscrever, o candidato deverá possuir diploma de graduação em nível superior, ter acesso à internet, ter domínio (nível usuário) das ferramentas Word e Excel, ter disponibilidade de pelo menos 10 horas semanais para estudos e dispor de endereço eletrônico individual. O processo seletivo constará de prova escrita, análise de currículo e carta de motivação e compromisso do candidato. A prova escrita será aplicada no dia 20 de agosto, em local e horário a serem divulgados no dia 13 de agosto. A lista dos selecionados será divulgada a partir do dia 3 de setembro.

 

O Curso de Especialização em Epidemiologia em Saúde do Trabalhador vai familiarizar os alunos com os fundamentos teóricos e metodológicos da Epidemiologia aplicada à Saúde do Trabalhador, habilitando-os para a identificação de problemas e perguntas de investigação nessa temática, na criação e manejo de bases de dados, realização de diagnósticos da situação de saúde do trabalhador no território, preparação de relatórios e outros meios de divulgação e comunicação, segundo os princípios éticos em Saúde Coletiva relativos aos agravos à saúde relacionados ao trabalho.

 

A Especialização se estrutura em módulos, abrangendo carga horária total de 374 horas distribuídas em um tempo estimado de 18 meses. A monografia será entregue, para avaliação, ao final do curso. Serão considerados aprovados os alunos que obtiverem a média mínima de 5,0 em cada um dos módulos e 7,0 também na monografia.

 

18.07.2012

Assessoria de Comunicação da Sesa

Selma Oliveira (selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 – 5221)