Programação da 60ª Caravana da Anistia apresenta a peça À Prova de Fogo

9 de agosto de 2012

Nesta quinta-feira (09) e sexta-feira (10), às 19 horas, o Projeto Marcas da Memória apresenta a peça À Prova de Fogo, de Consuelo de Castro. A apresentação acontece no Teatro Celina Queiroz, da Universidade de Fortaleza (Unifor), como parte da programação da 60ª Caravana da Anistia. A entrada é franca.

 

O Evento é de realização do Governo Federal, através da Comissão da Anistia do Ministério da  Justiça, em parceria o Governo do Estado, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas dos Direitos Humanos (COPDH). Estão juntos nessa ação também a Comissão de   Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE); as Secretaria   Estaduais da Justiça (Sejus), da Cultura (Secult) e do Trabalho (STDS); a Secretaria de   Direitos Humanos de Fortaleza; a Câmara Municipal de Fortaleza; a Universidade de Fortaleza (Unifor); a Associação 64/68 – Anistia; o Comitê Cearense pela Memória, Verdade e Justiça; o Instituto Frei Tito; os Aparecidos Políticos; dentre outros órgãos públicos e entidades da sociedade civil.

 

Sobre o Espetáculo

 

Escrito em 1968, À Prova de Fogo é o texto de estreia da autora Consuelo de Castro. A peça foi proibida pela censura durante anos, sendo premiada em 1974 pelo Serviço Nacional de Teatro (SNT) com o   título “A invasão dos bárbaros”. A história se passa durante a   ocupação do prédio da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências   Humanas da Universidade de São Paulo (USP), em 1968, às vésperas do   AI-5. A trama conta os embates sofridos pelos estudantes contra a   repressão e os embates ideológicos entre o líder estudantil Zé Freitas e seus opositores dentro do próprio movimento.”

 

09.08.2012

Assessoria de Imprensa da COPDH

Camila Rios / Joatan Freitas (camila.rios@gabgov.ce.gov.br / 85 3466.4939)