Governador anuncia mais de R$ 118 milhões em investimentos na cultura

5 de setembro de 2012

Um conjunto de ações que priorizam a Cultura no Ceará, passando pelos eixos de estrutura, administração e atuação na área de formação, foram anunciadas pelo Governador Cid Gomes nesta quarta-feira (05), durante a inauguração do Teatro Carlos Câmara. Assim como esse equipamento histórico da cultura cearense, outros 13 espaços passarão por reformas, ampliações e adaptações. O Pacote de Investimentos, chamado de Virada Cultural, prevê o total de investimento de R$ 118.300.540,00 em obras e ações, o que dobra o valor de investimentos se comparado a todos os governos anteriores. “Só em melhorias nos equipamentos e nas ações que serão desenvolvidas através da Secretaria da Cultura o Estado vai investir R$ 71.093.232,00 milhões. Também serão investidos R$ 47.207.308,00 na implantação do Projeto que transformará o Dragão do Mar em um centro difusor de conhecimento. Isso totaliza o montante de mais de R$ 118 milhões que serão destinados ao setor”, explica Cid Gomes. “Esse pacote dá sequência ao cumprimento de uma promessa. O Governo ficou com uma marca de que não dava a devida atenção que a Cultura merece. Mas isso demonstra não só uma obrigação, mostra o quanto valorizo, respeito e priorizo essa área”, completou o Governador. Cid Gomes anunciou ainda mudança na Presidência do Instituto Dragão do Mar e Arte e Cultura, que terá a frente o jornalista Paulo Linhares.

 

PlacaAlém das melhorias, o Governo vai desenvolver, segundo o Projeto da Virada Cultural, ações como realização de concurso públicos (70 vagas); criação de cargos para gestão e a regulamentação dos equipamentos culturais ; criação de curso técnico-profissionalizantes nas Escolas Estaduais de Educação Profissionalizante; mudança da Lei 13.811 – Lei do Mecenato e no Fundo Estadual da Cultura (FEC); manutenção preventiva, corretiva, automação e modernização de equipamentos culturais; e criação e melhorias nos editais através do Tesouro Estadual e FEC. Segundo Cid Gomes, essa valorização do setor deve elevar ainda mais a auto-estima do povo cearense. “A cultura é a maior expressão de um povo. De nada adianta grandes estruturas sem que o povo tenha uma marca”, reforçou o chefe do executivo. Ainda segundo ele, a marca da sua gestão na área será a formação de pessoas.

 

Na ocasião, Cid Gomes fez uma explanação de investimentos que estão sendo realizados pelo Governo do Estado, através de secretarias como a do Turismo (Setur), em parcerias com órgãos, que devem revitalizar a área do Centro de Fortaleza. Segundo ele, pontos turísticos importantes como a reforma do Centro de Turismo do Ceará (Emcetur), do Seminário da Prainha, e a entrega nesta quarta-feira do novo Teatro Carlos Câmara, são uma realidade desse compromisso que o Governo tem com a valorização de uma das áreas de maior expoente da cultura no nosso Estado. “Galpões da antiga Reffsa foram repassados para o Estado; duas estações do Metrô de Fortaleza serão construídas nessa área; o antigo Lord Hotel assim como o Prédio Panorama Artesanal foram adquiridos pelo Governo, o primeiro deve abrigar a Secretaria das Cidades e o segundo um Hotel e Restaurante Escola; já foi solicitado à Prefeitura de Fortaleza para que a Praça Cristo Redentor e o Teatro São José passe a ser do Governo do Estado; a construção do Acquario Ceará; e um anteprojeto para a construção de uma grande praça ligando o Centro Cultural Dragão do Mar, o Centro Cultural da Caixa e o Acquario são algumas ações que o Governo deve fazer para valorizar o Centro de Fortaleza e seu entorno”, exemplificou Cid Gomes.

 

Teatro_dentroPresente na solenidade de inauguração do novo Teatro, o secretário do Turismo, Bismarck Maia, destacou o reforço que o Estado está fazendo para ligar e valorizar as duas maiores vocações do Ceará – Turismo e Cultura. “Nós precisamos que o turismo seja uma área sustentável, para que seus atrativos não dependam só dos seus recursos naturais, como nossa paisagem”, destacou. Um exemplo dessa valorização da associação do turismo com a cultura é a inauguração do novo equipamento. O Teatro Carlos Câmara foi todo reformado e ampliado pela Secretaria do Turismo (Setur) e a partir desta quarta-feira (05) passa a ser administrado da Secretaria da Cultura (Secult).

 

Segundo secretário da Cultura, Francisco Pinheiro, “é essencial que possamos associar a cultura ao turismo”. Sobre a inauguração do novo equipamento que passa a ser gerido pela Secretaria, Pinheiro acredita que seja mais uma forma de valorização do Centro de Fortaleza. “Esse equipamento é mais que um elo de requalificação. A ideia é que essa casa se transforme na casa da nossa Orquestra. Para dar um exemplo, ao se apresentar com Placido Domingo, um dos maiores tenores do mundo, nós provamos a qualidade cultural do nosso Estado”, ressaltou o secretário.

 

Sobre o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, Paulo Linhares, que assumiu oficialmente durante a solenidade a Presidência do equipamento, o objetivo do Governo do Estado é transformar o Centro em “uma usina de criação e formação”. “O Dragão do Mar precisava dessa transformação. E os cearenses, que sonham em trabalhar com a cultura, precisavam ter uma opção”, destacou. Durante o evento, ele detalhou como funcionará esse Projeto.

 

O Governador Cid Gomes finalizou a solenidade reforçando o compromisso que o Governo do Estado tem com a cultura. “Tenho certeza que essas ações trarão bons desdobramentos para o Estado do Ceará. O nosso compromisso é grande com esse setor, e sabemos que isso trará grandes impactos nos próximos anos”, destacou Cid Gomes.

 

Saiba mais sobre o pacote de ações da Virada Cultural

 

http://prezi.com/d4juuxgs1ibj/1/

 

Concurso Público: 70 vagas;
Criação de 08 cargos para a direção de equipamentos culturais;
Criação de cursos técnico-profissionalizantes na área da cultura, nas Escolas Estaduais de Educação Profissional;
Mudança na Lei 13.811 – Lei do Mecenato / FEC;
Decretode Regulamentação dos Equipamentos Culturais;
Investimento total nos equipamentos: R$ 57.640.232,00
Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura: Recuperação geral: R$ 11.731.232,02 ;
Theatro José de Alencar: Recuperação e desapropriação do entorno: R$ 10.20.000,00 ;
Cine São Luís: Restauro e desapropriação dos entornos da rua Barão do Rio Branco:
R$ 9.972.000,00 ;
Criação do Centro de Cultura e Memória Engenheiro João Felipe: R$ 5.500.000,00 ;
Biblioteca Pública Governador Menezes Pimentel: Reforma interna e integração da fachada com o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura: R$ 5.000.000,00 ;
Arquivo Público: Reforma geral e desapropriação de imóveis vizinhos: R$ 2.537.000,00 ;
Museu da Imagem e do Som: Recuperação geral: R$ 1.500.000,00 ;
Escola de Artes e Ofícios Thomaz Pompeu Sobrinho: Recuperação geral: R$ 1.200.000,00 ;
Museu do Ceará: Reforma e recuperação geral: R$ 1.200.000,00 ;
Centro Cultural Bom Jardim: Recuperação geral: R$ 1.000.000,00 ;
Centro da Gravura (casa de Castelo Branco): Reforma e ampliação: R$ 800.000,00 ;
Memorial Cego Aderaldo (em Quixadá): Recuperação geral: R$ 500.000,00 ;
Museu Sacro São José de Ribamar: Recuperação geral: R$ 400.000,00 ;
Manutenção dos equipamentos culturais: R$ 1.000.000,00 ;
Editais com recurso do Tesouro: R$ 1.500.000,00 ;
Editais com recursos do FEC: R$ 11.953.000,00

Total de investimentos em melhorias e ações = R$ 71.093.232 

 

Saiba mais sobre o Projeto de Transformação do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura:

 {phocadownload view=file|id=669|text=Dragão do Mar|target=s} 

Total de investimentos na transformação do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura =  R$ 47.207.308,00 

 

TOTAL DE INVESTIMENTOS = R$ 118.300.540,00

 

Sobre o Teatro Carlos Câmara

 

Desativado em 1995, o teatro vai retomar a sua vocação: servir como espaço alternativo ao Theatro José de Alencar e impulsionar o turismo cultural na região central da cidade. Para tanto, o equipamento foi completamente reformulado e agora tem acesso direto para a rua Senador Pompeu. Antes, a entrada era pela rua Dr. João Moreira, entre as lojas do Centro de Turismo.

 

O Governo do Estado, por meio da Secretaria do Turismo (Setur), investiu R$ 8.671.634,29 em reforma, ampliação, novos equipamentos e construção de praça e áreas de convivência no Teatro Carlos Câmara; localizado no complexo do Centro de Turismo (também conhecido como Emcetur). Os recursos são oriundos do Tesouro do Estado e Banco do Nordeste, por meio do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur).

 

05.09.2012

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado

Casa Civil (comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3466.4898)