Transplantada do Ceará participa da nova campanha nacional de doação de órgãos

6 de setembro de 2012

Com 12 anos e vivendo há oito anos com coração doado, a menina Nívea Maria Castro Alves, que já sensibiliza os cearenses com o seu exemplo de vitória, agora vai revelar o seu jeitinho carismático para o Brasil inteiro e contribuir para mobilizar os 190 milhões de brasileiros para a decisão de ser doador. Nívea é a garota da nova campanha de doação e transplantes de órgãos do Ministério da Saúde que vai marcar o Dia Nacional dos Transplantes, em 27 de setembro. Acompanhada da mãe Francisca, ela retornou de Brasília no fim da semana passa onde esteve para ser produzida e fotografada para a campanha.

 

Nívea recebeu coração saudável em 2005, no Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes, da secretaria da Saúde do Estado. Ele está na relação dos 285 transplantes de coração realizados no Ceará desde 1998 quando foi implantada a Central de Transplantes do Estado. No primeiro ano da Central foram transplantados três corações. De lá para cá os números crescem. Este ano já foram feitos 20 transplantes de coração. No final da tarde desta quinta-feira será realizado o 21º transplante no Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes, referência também em transplante de pulmão.

 

Segundo o Registro Brasileiro de Transplantes (RBT), no primeiro semestre deste ano, o Ceará ficou em 2º lugar em transplantes de coração no ranking nacional por milhão da população. Quando o órgão é o fígado, o Ceará assume a primeira posição, e pulmão a terceira posição. Foram 19,4 transplantes de fígado por milhão da população de janeiro a junho de 2012. Em relação ao coração, 4pmp e 0,5 de pulmão. Em números absolutos, o Ceará é o segundo do país em transplantes de fígado, com 82 feitos nos seis primeiros meses deste ano. De janeiro até o último dia 29 de agosto esse número sobe para 110 transplantes.

 

06.09.2012

Assessoria de Imprensa  da Sesa

Selma Oliveira (selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220)