Centro de Eventos do Ceará utilizará fonte de gás natural

20 de setembro de 2012

O Centro de Eventos do Ceará (CEC), da Secretaria do Turismo do Estado (Setur), o segundo maior equipamento desse tipo da América Latina e o mais moderno do País, deverá utilizar o gás natural em suas diversas atividades, como iluminação e refrigeração, gerando mais economia para o Estado. O Governo do Estado, mediante a Secretaria da Infraestrutura (Seinfra) realiza no próximo dia  27 a licitação, do tipo Parceria Público Privada (PPP) para a construção, instalação,  operação e manutenção geral de uma central de cogeração a gás natural,  incluindo obras civis complementares e adequação dos materiais já  existentes no equipamento, inaugurado mês passado. O prazo de vigência  do contrato de concessão, entre instalação, operação e manutenção, é  de 72 meses. O valor do contrato é de R$ 97 milhões a serem  desembolsados ao longo de 60 meses, período de concessão do serviço.

 

Por esse modelo, a empresa ou consórcio vencedor será responsável pela  montagem, manutenção e da planta de cogeração a gás natural do Centro  de Eventos, por um período de seis anos, sendo o primeiro ano dedicado  apenas à implantação, comissionamento testes e pré-operação ficando os   demais anos restritos a operação e manutenção da planta de cogeração.

 

Segundo o engenheiro eletricista Renato Rolim, coordenador de Energia e Comunicações da Seinfra, essa modalidade de gestão compartilhada vai resultar em vários benefícios econômicos e ambientais para o Estado, citando entre as vantagens a economia ao cofre estadual de cerca de R$ 3,2 milhões anuais com a cogeração atualmente de custo mais baixo que o energético convencional fornecido pela concessionária pública de energia elétrica. “A sociedade cearense também se beneficiará pois usufruirá de uma planta de cogeração ecologicamente correta, obtida com a eficiência energética”, destacou o coordenador.

 

O processo de beneficiamento de energia térmica será realizado por meio de Unidades de Absorção de Calor, gerando por sua vez água gelada para o sistema de ar-condicionado do CEC. O processo de beneficiamento da energia elétrica deverá utilizar motores de combustão interna, movidos a gás natural, acoplados a geradores que resultarão no fornecimento de energia elétrica ao equipamento. Além da água para o sistema de ar-condicionado, a Central de Cogeração será responsável pelo fornecimento também fornecerá a energia elétrica demandada por aquele equipamento. A capacidade instalada da Central será de 6,0 MW e 3.900 TR (Toneladas de Refrigeração) instalados. Após a fase de instalação da Central de Cogeração, o Centro de Eventos passará a ter um único sistema de geração de energia elétrica e térmica.

 

Saiba mais:

 

As fases de construção, instalação, operação e manutenção da unidade geradora de energia elétrica a gás natural do Centro de Eventos, para um período 6 anos de contrato de prestação de serviços, são:

 

-Fase 1: Construção das obra e instalação dos equipamentos da PPP da Cogeração do Centro de Eventos, com duração de 12 (doze) meses;

 

-Fase 2: Operação e manutenção do equipamento novo, com duração de 60 (sessenta) meses, ou seja, durante os últimos 5 anos do contrato.

 

-A entrega das propostas será na Comissão Central de Concorrências, no  dia 27, às 9h30min.

 

20.09.2012

Assessoria de Comunicação Social da Seinfra

Marcos Cavalcante / Luiz Guedes (85 3216.3763 – 65)

Twitter: @seinfrace